quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

General Augusto Heleno: papo reto

o antagonista

O futuro ministro do Gabinete de Segurança Institucional do governo Bolsonaro oferece aquilo que na língua das ruas convencionou-se chamar de “papo reto”.

O general Augusto Heleno [foto] é direto e preciso na análise — e nas críticas.


A relação com o presidente eleito vem de longa data.

Bolsonaro foi cadete de Augusto Heleno e conta com a admiração do general: “Tenho uma ligação grande com Bolsonaro. No atual quadro político, não tem ninguém melhor que ele!”, declarou, em entrevista exclusiva a O Antagonista, revelando ainda que Bolsonaro seria seu candidato.


Como a Crusoé revelou, era Augusto Heleno que comandava o “bunker” dos generais durante a campanha. No subsolo de um hotel em Brasília, o grupo – do qual Hamilton Mourão não fazia parte – elaborava o plano de governo de Bolsonaro.

Ainda durante a campanha, foi um dos maiores defensores do capitão, chegando a divulgar uma nota acusando “órgãos de imprensa” de comandarem “uma sórdida campanha contra Jair Bolsonaro”.

Quando a vitória veio, no dia 28 de outubro, foi o autor do discurso do presidente eleito.

Durante o pleito, Augusto Heleno também foi um dos que atacaram as manobras do PT para tentar manter o presidiário Lula como candidato a presidente.


Sobre Haddad, disse que, durante a campanha, ele havia chegado “ao máximo do cinismo e descaramento” e declarou à revista Crusoé que uma possível vitória do poste do presidiário “ia ser uma merda”.

Bolsonaro anunciou que Augusto Heleno seria o seu ministro da Defesa, mas foi convencido pelos militares a nomeá-lo ministro do Gabinete de Segurança Institucional. Nessa posição, o general poderá observar mais de perto o que ocorre na Presidência da República — e fazer valer a sua opinião. A caserna confia que Augusto Heleno é o nome ideal para impedir que haja desvios na condução de um governo fortemente associado às Forças Armadas.

Papo reto.
Título, Imagem e Texto: o antagonista, 25-12-2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-