terça-feira, 30 de junho de 2020

Governo já evitou a demissão de 11,7 milhões de pessoas

Milhares de estabelecimentos conseguiram se manter de pé com o programa de redução temporária de salários, informa a Secretaria de Previdência e Trabalho

Cristyan Costa

O programa de redução temporária de salários e de suspensão de contratos de trabalho ajudou a preservar 11,7 milhões de empregos. A informação foi divulgada ontem pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. Além disso, 1,3 milhão de estabelecimentos conseguiram se manter de portas abertas, sem pedir falência. O governo federal já destinou R$ 17,4 bilhões ao programa.

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Segundo o Ministério da Economia, 1,3 milhão de empregadores aderiram ao programa. Pouco mais da metade são pequenos empreendedores. Cerca de 50,4% dos acordos referem-se a trabalhadores de micros e pequenas empresas, que faturam até R$ 4,8 milhões por ano. As médias e grandes empresas, com faturamento superior a esse valor, respondem por 46,3% dos acordos. Os empregados domésticos e trabalhadores intermitentes totalizam 3,3%.

Por meio da Medida Provisória 936/2020, o governo Bolsonaro implementou um benefício financeiro direcionado a trabalhadores que tiveram redução de jornada de trabalho e de salário ou suspensão temporária do contrato de trabalho por causa da pandemia de coronavírus. Em síntese, os acordos são firmados entre empregador e empregado. Assim sendo, informados ao Ministério da Economia.

Título e Texto: Cristyan Costa, revista Oeste, 30-6-2020, 8h24

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-