sexta-feira, 26 de junho de 2020

Se o Estado de São Paulo fosse um país, seria o 8º do mundo em casos de covid-19

Estado tem atualmente mais de 248 mil infecções confirmadas, número maior do que países como Espanha, Itália Irã e França

Foto: Artur Bragança/Agência F8/Folhapress

Fernando Mellis

Com 248.587 casos de covid-19 confirmados até esta quinta-feira (25), se o estado de São Paulo fosse um país, estaria à frente de países como França, Irã, Itália e Espanha na lista de número de infectados, ocupando a oitava posição.

SP tem 45,9 milhões de habitantes, praticamente a mesma população da Espanha (46,7 milhões), um dos países europeus que enfrentou dificuldades no pico da pandemia, mas hoje já retorna a certo nível de normalidade.

Os dez países com maior número de casos de covid-19 confirmados, segundo a Universidade Johns Hopkins são: Estados Unidos (2,38 milhões), Brasil (1,18 milhão), Rússia (613 mil), Índia (473 mil), Reino Unido (308 mil), Peru (264 mil), Chile (254 mil), Espanha (247 mil), Itália (239 mil) e Irã (215 mil).

Em São Paulo, a taxa de incidência da covid-19 é de 5.413 casos por milhão de habitantes, superior à registrada na Itália (3.965), no Irã (2.562) e na França (2.472), mas inferior à Espanha (6.292).

"A diferença é muito grande nesta taxa de incidência de casos quando comparado o interior com a capital. Isto nos leva a acreditar e projetar o aumento significativo que nós teremos no interior do estado, porque a tendência é que essa diferença na incidência deva reduzir", afirmou hoje o coordenador-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus no estado, João Gabbardo.

A projeção do governo é de que o número de casos confirmados chegue a 290 mil até o fim deste mês.

No entanto, os integrantes do Centro de Contingência ressaltam que uma fração desses indicadores se refere a testes rápidos (sorológicos), que identificam quem já teve contato com o vírus, mas não está mais doente. Os testes RT-PCR, que diagnosticam a fase aguda da doença ainda são maioria neste montante.
Título e Texto: Fernando Mellis, R7, 25-6-2020, 14h21

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-