quinta-feira, 22 de maio de 2014

Os 'gordos' europeus

Na França, o Front National  (vou considerar de extrema-direita, não gosto muito de rótulos redutores) que prega a saída da União Europeia e da Zona Euro, cela va sans dire, está na frente para as próximas eleições europeias, segundo a última sondagem.

Na Grã-Bretanha, o parecido UKIP, do famoso e badalado Nigel Farage, também lidera as pesquisas eleitorais.

Em Portugal, a esquerda, Partido Comunista, Bloco de Esquerda e outros livres oportunistas, além de outras figuras televisivas (só televisivas, preste atenção!) são contra a Europa e acusam-na de todos os males – depois, é claro, da Chanceler alemã, Angela Merkel.

E toda esta malta, aproveitando-se da Democracia, que tanto criticam de insuficiente (déficit democrático, não me pergunte o que isso significa?) candidata-se ao parlamento europeu!

Porra! O quê que esta gente quer? Por que quer ir para o parlamento europeu? Ora, para explodir a União Europeia!

Cara, sabe o que esta gente pequeno-burguesa, que utiliza meios e ferramentas capitalistas, como computadores, tablets, iPads, telefones celulares, smartphones… utiliza meios de transporte fabricados pela Alstom, pela Airbus, pela Salvador Caetano, pela AutoEuropa… que usa e se vale da Democracia para dizer, com a abonação da maioria da imprensa, cujas redações estão infestadas de esquerdistas (dentro e fora do armário) – eu nunca entenderei essa preferência ideológica da parte de quem tem (deveria ter) a missão de informar –, o que bem entendem, inclusive se mostrar contra a Democracia, sabem o que esta gente merecia?

Ser colocada numa nova Arca de Noé e enviada, sem bilhete de retorno, para a Coreia do Norte, por exemplo, para usufruir do paraíso terrestre lá desfrutado. Ou, lamento dizer, mas é isso mesmo, viver uma guerra! Sim, só assim voltaria, a gente, a dar valor a uma batata, por ausência desta.

E, talvez, voltássemos a ter a maioria da Humanidade dando valor ao esforço – no estudo e no trabalho.
E a olhar para os lados e para trás, saber que tem gente em países cujos 'líderes' eles prestam vassalagem e paparicam com títulos honoris causa, que mata a fome com ratos rabudos!
Inté!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-