sexta-feira, 30 de maio de 2014

A Comédia da Vida... Amigos velhinhos e velhinhas do Aerus (ou, se quiserem: rapazolas e balzaquianas)...

Valdemar Habitzreuter     

O nosso grupo se compõe eminentemente de pessoas das mais variadas tendências culturais pelas quais cada qual representa a comédia da vida, e, assim, apreciar o dom da existência.

Uns fazem isto ouvindo Led Zepelin, Stones e Beatles para sentirem-se animados para tudo; outros se interessam por filosofias de vida de tendências as mais variadas; outros ainda - embora poucos - da maçante e profunda filosofia racional pura, lendo Kant, Nietsche, Heidegger e outros pesos pesados - leitura muito profícua para dilatar os horizontes na compreensão da vida e encenar com mais tempero a comédia da vida.   


Nós, velhinhos e velhinhas do Aerus (rapazolas e balzaquianas), estamos encenando o ato mais importante de nossa existência, talvez o ato final: a reconquista das perdas que em algum momento da comédia da vida tivemos o desprazer de encenar e sentir na carne seus flagelos. Este momento ou ato infortúnio foi na cena de 2006 quando foi decretada a intervenção no Aerus e a conseqüente dissolução do mesmo até minguarem as reservas pecuniárias em definitivo, o que dentro de alguns meses irá acontecer.

Tudo faz parte da comédia da vida: alegrias e tristezas. O que importa é que mantenhamos um espírito jovem que possa dirigir com determinação o corpo que lentamente vai cedendo aos apelos da decrepitude. Temos exemplos dentro de nosso grupo de espíritos audazes que se agigantam quando se trata de clamar por justiça e enfrentar um Golias que se ostenta o todo-poderoso. Nossos Davids (José Manuel, Paulo Resende, Jonathas Filho, Bolognese e outros tantos figurantes... talvez peque por não citar a todos – seria longa a lista) fazem um papel impecável para que o ato final tenha seu momento de glória.
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 30-05-2014

Relacionados:

Um comentário:

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-