sábado, 31 de maio de 2014

O Cão que fuma... baforando notícias aos velhinhos e velhinhas do Aerus...




Valdemar Habitzreuter
Devemos dar-nos conta da importância da comunicação para que nossos desejos e aspirações, por qualquer sucesso na vida, deem certo. Indubitavelmente, o fenômeno da Comunicação é a arma mais potente que os humanos possuem para relacionarem-se. E isto se dá através da linguagem, tanto falada como a escrita.

Através da linguagem podemos demonstrar aos outros o que pensamos, o que queremos e, principalmente, estabelecer uma sociedade em que precisamos nos entender para que não nos destruamos mutuamente.

Assim, através da linguagem são feitos os contratos para a boa convivência em sociedade. Daí os diversos regimes de governos que nada mais são que contratos entre o povo e o Estado. O ideal de regime de governo, e o mais corrente hoje em dia, é o democrático. Povo e Estado estão em uníssono de como praticar a liberdade e, ao mesmo tempo, haver obrigações para que esta liberdade seja preservada.

Mas deixemos de lado esta digressão, pois é um assunto da filosofia política que não nos interessa neste momento. O que nós velhinhos e velhinhas temos de rico de momento é o nosso O cão que fuma. Toda a vez que entro neste blog recebo uma baforada de notícias e assuntos instrutivos que me faz bem ao espírito.

É através deste blog que veiculamos nossas opiniões, protestos e toda espécie de assunto relativo ao que nos interessa nestes últimos anos: nossa situação no caso Aerus. É neste espaço democrático, que o blog nos oferece, que vemos a importância da comunicação para que estejamos bem informados e podermos acompanhar e avaliar de como está sendo conduzido este caso Varig/Aerus que é de vital importância para nós.


Só podemos, pois, creditar ao nosso amigo e companheiro de luta, Jim Pereira, a brilhante e genial ideia de bolar e disponibilizar este importante instrumento de comunicação que une a nós velhinhos e velhinhas e podermos gritar em uníssono: QUEREMOS O NOSSO AERUS DE VOLTA!
Obrigado, Jim!
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 31-05-2014



Aeroporto Santos Dumont
Rio de Janeiro
02 de junho de 2014
segunda-feira
13h

3 comentários:

  1. Olá, Valdemar!
    Muito obrigado pela sua generosa lembrança.
    Prometo caprichar ainda mais.
    Abraço grato./-
    Jim

    ResponderExcluir
  2. Habitz. eu te chamava assim e vou continuar
    O que você diz acima eu venho dizendo constantemente aos nossos colegas, porque este é o nosso veículo oficial de troca e expansão de informações, além é claro de uma excelente revista virtual produzida pelo nosso colega Jim, que no momento está deslanchando rumo ao sucesso.
    E por falar em sucesso, quero te pedir que continues cada vez mais escrevendo sobre o nosso tema, pois és um excelente escritor.
    Do nosso inferno está surgindo uma seleta de escritores de primeira linha e isso é muito bom para nós que talvez não soubéssemos o nosso potencial, assim como para a nossa causa que agora entra em seus capítulos finais.
    Um grande abraço, parabéns e recomendações á sua família
    José Manuel

    ResponderExcluir
  3. O cão, como todos sabem, é o melhor amigo do homem. Isso nos faz lembrar o antigo "slogan" da gravadora RCA Victor onde aparecia um cão junto a um " gramophone" com a vinheta "A voz do dono". O cão, no nosso caso, é o O cão que fuma, tão bem conduzido pelo eficiente colega Jim Pereira.
    E o dono da voz guardada pelo dedicado animal é o nosso brilhante companheiro José Manuel que, embora incompreendido por dois ou três companheiros tem sido a "locomotiva" desse movimento pela solução do impasse Aerus.
    Digo locomotiva pois o seu trabalho é dinâmico, hercúleo, diuturno, como as poderosas locomotivas que puxam uma composição de mais de 10 mil vagões serra acima, o que muitas vezes é dificultado por alguns poucos vagões que saem dos trilhos e não seguem a marcha atrasando a progressão desse imenso comboio que tem por objetivo atingir a estação onde encontraremos a recompensa pelo sacrifício dessa "subida de serra" de oito anos de duração! Nós, vagões dessa enorme composição não podemos sair dos trilhos pois temos que aliviar o trabalho da locomotiva facilitando a sua progressão em meio as dificuldades dessa grandiosa marcha que sofre as investidas do governo que vem tentando nos tirar do trilho e interromper a nossa viagem. Obrigado, José Manuel, nossa poderosa locomotiva!
    Alberto José

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-