sexta-feira, 11 de outubro de 2019

[Aparecido rasga o verbo] Cátodo de paládio

Aparecido Raimundo de Souza

PARA O BRAZZZIL SE FIRMAR para sempre na história da humanidade, com a sua excelente carreira de pais fodido, arrasado, enfraquecido, demolido e conquistar com todas as pompas entre os demais poderios do mundo, como a maior e a mais vasta terra de ladrões e bandidos vivos, bem ainda, de corsários e safardanas, com direito a carteirinhas, diplomas e sindicatos, só faltava essa peripécia. Que peripécia? 

Algum imbecil indicar (como indicou) e um bufão mais palhaço ainda conceder o Nobel da Paz ao Lula. Cá entre nós, verdade seja dita. O cara merece. Lula é um coitado. Um pobre mal acabado. Percebam. O sujeito não tem nada. Sempre viveu nas sarjetas da Estação de São Caetano pedindo esmolas aos passantes, desde os tempos em que se dizia metalúrgico em São Bernardo do Campo, região do ABCD paulista.

Trabalhou tanto esse senhor dando duro e se esfolando no pesado, que um de seus dedos, não aguentando o tranco, se debelou. Na pele de insurgido, largou os demais irmãos de sangue e se mandou. Por essa razão, Lula só tem dezenove dedos. Se formos olhar com acuidade e esmero a sua trajetória na vida pública, chegaremos à conclusão que o filho mais famoso de Caetés, em Pernambuco, nunca foi um flibusteiro, ao contrário, sempre pautou a sua existência medíocre na esteira daqueles indivíduos que são ou que nasceram para ser transparentes.

Lula é tão iluminado e explícito (dia 3 quinta-feira, p.p, foi agraciado com o diploma de Cidadão honorário de Paris, pelo atual prefeito da França) que se espiarmos a olho nu, a sua caminhada, benfazejados à claridade de um dia de sol, veremos todas as suas falcatruas e cagadas enfileiradas como se bailassem num estômago de rinoceronte. Falcatruas e cagadas no bom sentido.

O senhor Lula não carrega coisa alguma ocultada do seu povo, algo que venha ou possa manchar a sua reputação. Senhoras e Senhores acreditem. Se alguém resolver fazer uma “limpa”, certamente não encontrará nadinha de nada que o condene. Lula é uma figura emblemática de princípios fecundos. Princípios elevados e sérios. Percebam que um bando de invejosos jogou em seus costados, um monte de falsas mentiras.

Além de todos os processos a que responde alguns seres extraterrestres vindos de outras dimensões, não satisfeitos, tiveram o desplante de despejar, na cara dura, a falsa aquisição de um sitiozinho em Atibaia e pior, pasmem um tripéis... Triples, perdão, tripezix, tripézio, trupéis na afrodisíaca e sonhadora Guarujá. Como é do saber geral Lula honestíssimo até debaixo da Torre Eiffel, não sabe sequer o que venha a ser a definição de Guarujá e nem explicaria com palavras saídas de sua boca o que essa coisa significa.

Guarujá, em verdade, foi um nome inventado por pessoas maldosas e chaboqueiras que queriam... Aliás querem a todo custo, a sua ruína, a sua bancarrota, o seu desprestígio. Nessa leva de covardes um tal de Sergio Morro perdão, Sergio Moro, juiz de futebol linha dura, querendo mostrar serviço como apitador, resolveu, por conta própria, que precisava ou dito de forma mais abrangente, que carecia urgentemente condenar um infeliz ao degredo. 

Escolheu, infelizmente, o ilustre “presodente” Lula, esse primata incorruptível e impecável extremamente laborador, cumpridor de seus deveres, pai de família excelente, esposo nota mil, cachaceiro nas horas vagas por ouvi beber, desculpem de novo, cachaceiro por ouvi dizer, enfim, Lula é um aristocrático disfarçado de jumento, personalidade, aliás, como tal, acima de qualquer suspeita, portanto, literalmente ilibado e castiço. Lembra muito além de jumento, o personagem Pinóquio do italiano Carlo Collodi.

Os jumentos de plantão que nos perdoem. E Collodi também, de onde estiver. Não tivemos a intenção de ofender ninguém. Evidentemente que salafrários ambiciosos e de vistas esbugalhadas resolveram atirar nessa figura “queridérrima”, todo o conteúdo de um enorme saco de merdas. Contrapesando essa caca toda lançaram um segundo saco e o fizeram com tamanha carga de raiva e ódio, que a porra veio com tudo, para cima de Lula, arrasando e destruindo, como a lama de Mariana e Brumadinho e “mais mau”, lhe empurrando sem tempo de peidar, ou espirrar, para o fundo de um poço enorme, tipo o poço sem fundo da Previdência. 

Todavia, Lula como é um cavaleiro, perdão, um cavalheiro da távola redonda, sem máculas ou nódoas, sem uma nesga, por menor que seja, para lhe ferir a soberania, deu a volta por cima repetindo a façanha do saudosista cantor “Noite Ilustrada”. Lula se levantou, sacudiu a poeira e até agora parte da população conservadora e de vergonha na fuça está tentando se livrar dessa poeira nostálgica e cheia de ciscos.

Pois bem. Estamos carecas de saber que tudo o que lhe foi amputado, desculpem, amigos, tudo o que lhe foi imputado, não passou de pura armação. Armação, por sinal, barata. Lula, caríssimos é um santo. Um homem de Deus. Merece claro, o tão sonhado NOBEL DA PAZ, como também o nabal de um pepino grosso no meio dos fundilhos. Via idêntica, nosso Lula faz jus, ao NOBEL DE QUÍMICA.

Sim amadas e amados.  De química! Como assim? Lula não estudou geografia. Calma, senhoras e senhores! Recordem que o nosso herói conseguiu transformar o Brazzzil em merda. A nossa boa terra, depois de Lula, vive num meio inferno glamoroso entre o tinhoso e o purgatório com anjos de branco sacaneando o Capiroto tocando sete trombetas em seus ouvidos.

Pensem caríssimos. Não é qualquer “presodente” que consegue transformar uma merda em bosta ou um punhado de excremento em fezes e o nosso querido Lula, mostrou ter peido forte, perdão de novo, pulso forte. Sem contar que mamou desembestadamente nas nossas tetas e nas tetas do Planalto. Mamou, mamou chupeteou até dizer chega e, no final das contas, nos fodeu. Como nos fodeu?!

Deixou os seios de todos as brasileiras e, por corruptela, os colhões dos brasileiros a verem navios e barquinhos vazios, sem uma gota de esperança para os outros que o viessem suceder no poder lactarem com altanaria. Nada mais justo e perfeito, portanto, que conceder a esse fidalgo de brios intocáveis, com as merecidas honrarias mouriscas esse prêmio de “envergar a dura” tão importante.

Entendemos que nossos “miSInistros” deveriam lhe conceder imediatamente a liberdade. Arquivar todos os processos. Levar para casa, usar no banheiro para limpar as vias regais, ou fazer anotações. Não há provas. Lula é um santo. Senhores da Toga mister o salvo conduto já. Lula, nosso “presodente”, mandachuva do PT, Partido dos Trambiqueiros, coitadinho, está vendo o “quentaçososoçôçôçô... Mormacento” dos dias nascer quadrado desde 7 de abril de 2018.

Os senhores e as senhoras que nos leem, gostariam de passar tanto tempo engaiolado vendo não só o astro rei, igualmente a chuva, os dias, as noites, os finais de semana masmorrados num cárcere infestado de agentes federais? Curitiba, em peso, como o Brazzzil querem ver Lula nas ruas dando tirinhos em caravanas de ônibus, promovendo badernas e se vangloriando herói de causas perdidas. Levem em conta, que os agentes federais que guarnecem a sua “gorda bunda gorda”, dia e noite, como um objeto de estimado valor estão de saco cheio de tanto ver o sujeito clamar por inocência.

Lula de fato, é inocente. Lavagem de dinheiro, lavagem de moedas, corrupção ativa, passiva, retroativa, propina, toda essa balela não faz parte de seu dicionário. Lula lê muito o Aurélio, o Houaiss, mas prefere o romance de putarias de Bento Xique Xique. Devemos levar em pauta outro pormenor mais robusto e incontestável. Nosso “presodente” recebeu apoio de mais de seiscentas mil pessoas responsáveis por uma petição defendendo a entrega da honraria novelesca da paz ao nosso distinto membro murcho do prestimoso Partido dos Trapaceiros, e, de roldão, do Instituto Gula.

Todo cidadão que se sente ofendido, deveria assassinar um petitório pedindo a confirmação do cachaceiro ao Nobel da Paz e, na mesma pancada, ao Nobel de Química, entre outros. Um terceiro Nobel, a nosso raciocínio, seria o de Nobel da Cara de Pau.  Esse prêmio deveria vir (se é que isso seria possível) com uma espécie de compartimento à prova de vazamentos para ser colocada uma boa quantidade de óleo de peroba.

Cara de pau que se ama, que se adora, que se sente rei da cocada branca e preta, necessita de óleo de peroba. E Lula tem uma cara de pau perpétua para peroba nenhuma botar ou achar defeito. Atentem caros leitores: são mais de trezentos indicados em todo o mundo e, com certeza, raciocinem, nenhuma dessas pessoas tem gabarito para levar o prêmio. No caso de Lula, não seria levar, mas LAVAR. Lula bota no bolso a sueca Greta Thunberg (que apavorada olha para a indicação do petista pela greta).

Encaixa debaixo do sovaco o etíope Abiy Ahmed a neozelandesa Jacinta Ardern (que declarou à revista mineira Espia “jacinto que estou me arde’rn’do toda”)   e até o líder indígena brasileiro Raoni Metuktire  (“mete que eu tiro”, em tradução do baiano Jorge Amadeano), logo ele, Raoni que além de ter estado na cúpula do G7,  conseguiu se manter vivo e sem um arranhão com seu cu pulando, o que, de passagem, vem provar que o cacique não só tem cacique, como cacife.

Aqui no Brazzzil como é do saber geral, as nossas “artoridades” constituídas e construídas, respeitam os nativos e os aborígenes. Grosso modo, os primitivos.  Lula o indiciado, desculpem pela gafe, o indicado que lidera as bolsas de pesquisas, tem o aval incontestável de um fulaninho de peso, o ativista, arquiteto, defensor dos direitos humanos, o argentino Adolfo Hitler Pérez Esquivel, ganhador do Nobel da Paz de 1980.

Vamos, pois, companheiros e companheiras, ficar ligados e de Oslo’s, abertos, bem escancarados, na doce e bucólica Noruega. Aquele rincão cheio de montanhas, geleiras e fiordes profundos. Hoje sexta-feira 11, dão conta os principais jornais aqui do Rio de Janeiro, será anunciado os ganhadores do pirotécnico, venturoso e afortunado NOBEL DA PAZ.

Lula certamente se tiver o nome confirmado, visitara o Fiofó desculpem amados, visitará o Fiorde de Geiranger, Lofoten, Preikestolen nos alpes escandinavos e outras maravilhas por lá existentes. Talvez até troque alianças com a futura namorada... A socióloga Rosângela Silva. Se o casamento sair, ela será uma duplamente Silva Silva. E o povo, em profusão animalesca silvará.
Título e Texto: Aparecido Raimundo de Souza, da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. 11-10-2019

Colunas anteriores:

2 comentários:

  1. Pará falar a verdade este safado do lula tem que apodrece na cadeia tinha que colocar ele para linpar sanitario o cara pode sair a ora que quiser a justiça brasileira tem muita falha independente de quem seja o ministro da justiça moro eu gostaria de ir para a africa linoar bumda de elefante para ficar milionário ou linpar rinoceronte para vender o chifri brincadeira não podemos nem respirar que a burguesia esta no sufocando eu acredito que este jigante vai acordar quando comessar a ouvir o eco de um dispara bem na cara da sociedade ipocrita que defende um safado como o metalúrgico o famoso Inácio o nome. Enquanto estivermos medo desta canbada de ladrão estaremos contribuindo com eles na realidade tinha que aderir a lei que se não me engano do pais cujo não citarei nome mas e matar politico que rouba verba do pais da merenda do cadeirante do estudante dos aposentados das viuvas dos órfãos e dos bestas que sempre sera nos mesmo ...minha nota de repúdio a esta cirja de safado gastaram milhões para prender com a asçao da polícia agora estão soutando todos isto é um baita soco na cara dos bestas brasileiros depoiz tem que indenizar cada um escreve oque digo ...

    ResponderExcluir
  2. Faço minhas as sua palavras, caro amigo Erivaldo Alves Alvarenga.
    Aparecido manda abraços para o senhor e sua esposa, dona Edna.
    Eu abraços e beijos.
    Carina
    Ca
    Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio de Janeiro RJ

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-