quarta-feira, 23 de outubro de 2019

[Aparecido rasga o verbo] Não só a avó perfeita, a sogra ideal, acima de tudo

Aparecido Raimundo de Souza

MAIS UMA VEZ, a coluna “RASGANDO O VERBO”, publicada às terças e sextas-feiras nesta Revista, está de volta em edição especial. Infelizmente, desta feita para comunicar à família “Cão que Fuma” o óbito acontecido ontem, terça-feira, 22, da inesquecível e versátil atriz INAH DE CARVALHO, aos 65 anos, famosa por ter vivido a memorável “Dona Dalva”, em Malhação.

Na trama Global, Inah interpretava a avó de Duca, este personagem na pele do ator Arthur Aguiar. Recentemente essa jovem senhora veio a ser laureada como “Melhor Atriz Coadjuvante”, pelos musicais realizados em setembro deste ano aqui em São Paulo, levando a premiação Bibi Ferreira, em face de “Billy Elliot”, aliás, diga-se de passagem, merecidamente.


A revista “QUEM ACONTECE” confirmou, em primeira mão, a sua hospitalização (também aqui em São Paulo), na sexta-feira, 18, vindo a finamento em consequência de uma enfermidade conhecida nos meios clínicos como Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, grosso modo, “DPOC”.

INAH DE CARVALHO, todavia, não ficara conhecida somente pela sua brilhante e auspiciosa participação no folhetim-escola de atores da Rede Globo, igualmente pela sua atuação ímpar no  longa-metragem “A Sogra Perfeita”, roteirizado por Flavia Guimarães e dirigido por Cris D’Amato, dividindo espaço ao lado de nomes não menos famosos, como Luiz Navarro, Polliana Aleixo, Evelyn Castro e Danilo Moraes, entre outros.


O velório da atriz começou agora há pouco, às 11 horas, no Crematório de Vila Alpina (ou Dr. Jayme Augusto Lopes), situado em Vila Prudente, na Avenida Francisco Falconi, nº 437, zona leste aqui da capital dos paulistas.

O sepultamento (a cremação) será realizado às 14h30.

Aos familiares NOSSO LUTO ETERNO E A NOSSA SAUDADE IMORREDOURA pelo passamento dessa mulher magnífica que engrandeceu, sobremaneira, não só a nossa dramaturgia, como em paralelo, a comédia nacional. 
Título e Texto: Aparecido Raimundo de Souza, de São Paulo, Capital. 23-10-2019

Colunas anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-