sábado, 6 de junho de 2020

Rússia registra novo remédio contra a covid-19

De acordo com o Ministério da Saúde do país, o medicamento Levilimab inibe a chamada “tempestade de citocinas” provocada pelo coronavírus

Cristyan Costa

O governo do ditador da Rússia Vladimir Putin registrou hoje um novo remédio contra o coronavírus: o Levilimab. A inovação foi desenvolvida inicialmente para o tratar artrite reumática.


Contudo, de acordo com as autoridades, tem substâncias capazes de combater o vírus chinês.

De acordo com o Ministério da Saúde russo, o medicamento inibe no corpo a chamada “tempestade de citocinas” (reação exagerada do sistema imunológico) em casos graves de covid-19.

“Penso que conseguiremos controlar as complicações causadas pela covid-19 e minimizar as graves consequências”, garantiu o CEO BIOCAD, Dmitri Morozov, em publicação no Facebook.

Segundo a EFE, o remédio será comercializado com o nome ILSIRA.

Afivavir
Em 31 de maio deste ano, o governo Putin registrou o Afivavir como uma opção eficaz contra o coronavírus. Conforme noticiou Oeste, a droga deve ser liberada em 11 de junho.

O antiviral teria 90% de eficácia contra o coronavírus, segundo o governo, e supostamente foi testado de forma acelerada no país desde o início da pandemia.

Desenvolvido nos anos 1990 por uma empresa japonesa comprada pela Fujifilm, o Avifavir também está sendo estudado no Japão, sob o nome de Avigan.

Os testes na Rússia começaram ainda em março em cerca de 330 pessoas. Com isso, o país espera diminuir a pressão sobre o sistema de saúde e retomar as atividades econômicas.
Título e Texto: Cristyan Costa, revista Oeste, 6-6-2020, 15h01

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-