domingo, 2 de maio de 2021

A imprensa portuguesa

Já passou da meia-noite, já estamos na madrugada do dia 2 de maio de 2021.

Ontem, 1º de maio, aconteceram manifestações, passeatas, carreatas em favor, explícito, do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. 

Vou repetir, aconteceram manifestações em todo o Brasil, pró-Bolsonaro. Fato. Não importa se você gosta ou não dele, pessoas, MUITAS pessoas - somando dará mais do que a população de Portugal - sairam às ruas para externar a opinião delas. Sem enquadramento sindical, político, isto é, não foram transportadas de graça, em ônibus de prefeituras ou centrais sindicais... 

Aí, fui dar uma pequenina volta, pesquisando as últimas notícias sobre o Brasil.

Olha só as ‘informações’ que os militantes esquerdistas portugueses disfarçados de ‘jornalistas’ disponibilizam:

Observador:
Nada vi.

Este é o jornal que divulgou um encontro de trinta pessoas contra Bolsonaro, no Porto. 

Diário de Notícias:

Milhares desafiam covid em apoio a Bolsonaro 

Leu bem? Por favor, releia... 

Público:
Nada sobre as manifestações.
Às 23h59 (Lisboa), só isto: 

SIC Notícias:

Às 21h49:

Brasil é o segundo país com maior número de mortes por covid 

E parei por aqui. Com uma exclamação bem articulada e com excelente dicção, cuja educação forjada e herdada dos meus pais me impede de transcrever.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-