sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

[Para que servem as borboletas?] Hoje é o Dia dos Reis... E o Dia das Rainhas, quando?

Valdemar Habitzreuter

A cristandade celebra hoje o dia dos três reis magos em virtude de suas visitas por ocasião do nascimento de Jesus. Na antiguidade remota temos conhecimento, por registros históricos, de muitos reis governando suas nações. Aliás, ao longo da História, a monarquia sempre foi um regime de poder na governança de povos. Se hoje em dia tal regime foi abandonado em favor do regime democrático – pelo menos pela maioria das nações –, há ainda resquícios de realeza em alguns países, mas somente como ornamento simbólico e sem poder diretor nos destinos da nação. É claro, houve reis despóticos e o despotismo ainda reina em muitos países na era atual, mas não são considerados reis, e sim, ditadores.

Temos muitas referências a reis na Bíblia e pouca referência a rainhas. Por que será? O povo hebreu, constituído das doze tribos de Israel (nome dado a Jacó que teve doze filhos) foi, supostamente, o povo escolhido por Deus para ser o porta-voz do monoteísmo (um só Deus). Imperava na época o patriarcalismo e as doze tribos tinham, cada qual, seu patriarca, e as desavenças tinham seu lugar pela defesa de seus territórios. Posteriormente houve a unificação das doze tribos e formou-se então a nação israelita – a terra a eles prometida por Deus.

Assim, o regime patriarcalista tinha sua supremacia, como nos atestam os relatos bíblicos e, não menos, valorizava-se o rei sábio, como no caso de Salomão. Nomes de rainhas são pouco citados, e, quando citados, apenas representavam como sendo as esposas dos reis. Mas, uma rainha teve uma significância maior: a rainha de Sabá que empreendeu uma visita ao rei Salomão, trazendo ricos presentes. A conotação dessa visita foi no sentido de apreciar a grande sabedoria do rei, impregnado do espírito do Deus uno de Israel.

Na visitação do Menino Jesus não apareceu nenhuma rainha, só reis... Os reis visitantes poderiam muito bem ter trazido suas rainhas em lombos de burros, como Maria o fez para dar à luz em Belém... Mas, deixa estar, nossa era moderna também ainda se pronuncia eminentemente patriarcalista e machista... O dia das rainhas, quando?...
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 6-1-2017

Anteriores:

3 comentários:

  1. Acho que as rainhas estão sim por toda a parte.
    Ligue a televisão e vá mudando de canais. Os tele jornais hoje são quase totalmente compostos por rainhas.
    E o esporte que até bem pouco tempo era composto só por reis, hoje sofre a desvalorização do patriarcado, submisso à grande quantidade de rainhas discutindo efusivamente assuntos esportivos, quando não os transmitindo.
    O futebol feminino por exemplo vem conquistando o patriarcado dos reis e já desponta como uma bela opção ao torcedor desse esporte. Eu mesmo não tão assíduo torcedor prefiro ver as rainhas em campo e acho mesmo que a forma com que jogam futebol , tem mais beleza plástica do que o praticado secularmente pelos reis.
    José Manuel

    ResponderExcluir
  2. Então, sempre lembrei desta data, pois minha avó dizia que era quando deveríamos desmontar a árvore de Natal! Sim é um dia especial!
    É quando o ano começa a ter propriedades, mas no Brasil isto parece que só acontece após o Carnaval!!!

    Heitor Volkart

    ResponderExcluir
  3. O XADREZ responde toda as questões.
    Tudo em ordem de valores.
    Peões ou soldados, bispos ou lanceiros, a cavalaria e as torres do castelo defendendo a realeza.
    A rainha soberba como uma aeronave de batalha defendendo sua casa.
    O rei pobre coitado, defende-se como um peão, se capitula perde.
    Nunca pode estar sozinho, esconde-se por entre torres, bispos e cavalos, sacrificando por vezes a rainha e sua imponência.
    Quando perdida o REI depende de sua prole de peões para ressuscitá-la.
    O jogo dos reis depende de suas rainhas e peões.
    fui..

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-