segunda-feira, 15 de maio de 2017

Ensinamentos das mães de antigamente

Joka Klein


Amo minha mãezinha... Que já está com Deus...Tenho orgulho dela, por ter-me criado de uma maneira dura e honrada, respeitando o outro e as normas da sociedade na qual estava inserido.

Se eu tivesse sido político não teria sido corrupto...

Se eu tivesse sido ministro do STF, só para dar um exemplo de um setor do judiciário, não precisaria favorecer quem lá me colocou...

Se eu tivesse sido capitão de indústria não precisaria corromper para fazer negócios com o setor público...

Se eu fosse trabalhador de empresa pública (privilegiado por não ser demitido e contemplado com aposentadorias bem acima da média), nunca seria corrompido...

Também não precisaria fazer delação para escapar da cadeia...

Se minha mãe tivesse criado uns setenta milhões de brasileirinhos votantes, com o seu método, não estaríamos passando por esta operação corretiva que é a Lava Jato.

Como não fui nada disso, e fui trabalhador da VARIG...

Confesso, tentei ser o melhor que pude: honesta e eficientemente para o engrandecimento dessa que por trinta e um anos foi minha casa, minha vida e de minha família.

Obrigado, minha querida mãe por ter sido dura e terna para comigo...

Acho que não decepcionei nem aos meus colegas de empresa e nem a ela... A Nossa VARIG.
Título e Texto: Joka Klein, 15-5-2017

Relacionado: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-