terça-feira, 28 de agosto de 2012

"Estavam a ser usadas crianças fictícias para benefício no IRS"


Olha que interessante! Tenho a certeza de que estes fraudadores são os mais "indignados", por exemplo, quanto à licenciatura, ou à falta dela, do ministro Miguel Relvas – que não evadiu um cêntimo do cofre do Estado, nem trouxe nenhum prejuízo, nenhum dano, a qualquer cidadão português.
Ó hipocrisia e inveja FDP!!

Bastonário da Ordem dos TOC diz que números das Finanças deixam claro que houve irregularidades nas declarações de IRS.
"A grande questão de fundo que indicia estes números é que estavam a ser usadas ficticiamente crianças só para que as pessoas beneficiassem de maior dedução na colecta do IRS", disse hoje Domingues de Azevedo em declarações à TSF.
O bastonário dos Técnicos Oficiais de Contas (TOC) reagia à notícia avançada pelo Económico de que desapareceram 135 mil dependentes das declarações de IRS nos últimos dois anos, período em que passou a ser obrigatório o preenchimento da identificação fiscal dos filhos.
"É lamentável que estas situações aconteçam. Começa a ser tempo de os cidadãos se aperceberem que a ‘chico-espertice' * não tem lugar na actual sociedade portuguesa", defendeu Domingues de Azevedo.
Diário Económico, 28-8-2012

* Mas só tem, quer dizer, sempre no c. dos outros!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-