terça-feira, 28 de agosto de 2012

A Varig do meu sonho voa e vive


Rosicléa D’Acre
Eu nasci numa cidade esquecida pelo mundo, naquela época. Chama-se Rio Branco, capital do Acre. Em Rio Branco, na minha infância, todos os dias a vida era linda porque era mais um dia para se sonhar. E, como em todos os sonhos de criança, os meus sonhos passavam por caminhos além da imaginação. Eu queria ser astronauta. Queria voar de avião. As canoas, o barco que ia para o Amazonas, até os carros eram mais ou menos comuns. Mas voar era aquela coisa de metal que nunca passava no meu céu. Eu era apaixonada por voar, mas isso era um sonho. Passei a infância sem realizá-lo.

Nos fins de semana, em nossa Fazenda, a 13 km da cidade, eu deitava num tronco de árvore e ficava conversando com as estrelas, com a lua... pedindo a Deus que me colocasse lá no céu, um dia, de avião ou num foguete. Mas o que eu queria mesmo era estar pertinho das estrelas. E eu contava para a minha mãe que queria ser Aeromoça e voar pelo mundo. Ela só sorria e dizia: “minha filha sonha muito alto!” REALMENTE, “mainha”, eu sempre sonhei ALTO. E em 1975, meu primeiro emprego foi numa Companhia  Aérea: VARIG/CRUZEIRO. Trabalhei um ano e meio e saí para casar. Casei, tive um filho, separei e voei para o Rio. Era a minha 5ª viagem de avião.

Pensei: é a minha chance de me tornar uma "Aeromoça" com filho! Ufa! E agora? Com filho? Será que conseguiria? Porém, o destino estava a me favorecendo, pois fui trabalhar no Banco, mas três meses depois eu estava finalmente entrando novamente para a mesma Companhia Aérea: VARIG. Foi em 1979 que entrei para realizar o meu sonho. Mas só em 1985, já mãe de dois filhos, que eu entrei para o voo. Fui ser "Comissária de Bordo da VARIG". Formei-me no dia dos meus 29 anos (11 de outubro e 1985). Em menos de dois anos eu já estava voando para o exterior. Permaneci na empresa até à venda para a Gol. Aliás, ainda permaneci até 2008, quando me aposentei e tive que pendurar as chuteiras. A paixão pelo ar não aposentou, anda continua latente dentro do meu coração. Ainda sonho com as estrelas e converso com a lua.
Varig, Varig, Varig...
SONHO REALIZADO!
Obrigada, meu DEUS!
Título, Imagens e Texto: Ex-Comissária de Bordo Rosicléa



Um comentário:

  1. Q texto lindo!!! Simples e objetivo! Vc me inspirou e me vi na sua história, sou de uma cidade pequena no interior de São Paulo e sempre q ia à praia com minha família sempre vi os navios passando bem longe e sempre sonhei estar dentro de um deles... hj sou Ricardo Merisse tripulante de navio há 5 anos, sou mto grato a Deus a minha família e a vc tmb Rosicléia
    Ricardo Merisse (Facebook)
    Tudo de bom e Deus te abençoe

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-