sábado, 25 de agosto de 2012

Irã cultua o antijudaísmo

A teocracia iraniana promove uma história deturpada do povo judeu.
Beatriz W. de Rittigstein
Além das tensões e independentemente da inimizade entre o Irã e Israel, devemos ter claro que existe um ódio antijudeu que anima as cabeças iranianas, transcende o renascimento do estado judeu no meio do mundo árabe e vai muito além de suas políticas.


Os motivos se atêm à interpretação radical do fundamentalismo da fé islâmica. No Corão se repete que os judeus são “macacos e veados”. Numa das suas ‘suras’ se lê: "malditos sejam os hereges filhos de Israel... Que a ira de Alá caia sobre eles"...
Após assumir a presidência em 2005, Muhammad Ahmadinejad disse que Israel "devia ser varrido do mapa", lema constante em suas arengas. Pouco depois exclamou: "Eles inventaram um mito no qual os judeus foram massacrados"...
Em fevereiro de 2006, o Hamshahri, um jornal iraniano, convocou um concurso de caricaturas para satirizar o Holocausto. Esses eventos têm continuado; este ano, a agência oficial de notícias FARS saudou a caricatura ganhadora do concurso, onde aparecem judeus adorando a Bolsa de Nova Iorque. Em fins de 2006, em Teerã foi levada a cabo a Conferência para a Revisão da Visão Global do Holocausto, com a participação de diversos grupos neonazistas.
Em seu discurso na ONU, em 2008, usando a teoria da conspiração, Ahmadinejad afirmou que os judeus dominam os EUA e a Europa.
Há dois meses, o vice-presidente Rahimi acusou os "sionistas de incitarem o tráfico de drogas e o vício para aniquilar os que não são judeus, conforme o prescrito no Talmud".
Há uma maioria de muçulmanos que entende que estas escrituras são de outros tempos, nos quais o Islã pretendeu erigir sua primazia sobre o judaísmo. De fato, na atualidade, a teocracia iraniana promove uma história distorcida do povo judeu que se baseia na sua demonização.
Título e Texto: Beatriz W. de Rittigstein para o jornal venezuelano ‘El Universal
Tradução: Francisco Vianna

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-