segunda-feira, 27 de agosto de 2012

O aparelhamento político do STF

Todos os projetos aprovados durante o desgoverno Lula podem e devem ser juridicamente questionados devido a influência do suborno pelo mensalão. É claro que isso somente seria possível se o Brasil não fosse um paraíso de patifes, o poder público um covil de bandidos e a Justiça merecesse esse nome, o que não é absolutamente o caso.
Geraldo Almendra
Os advogados dos réus do mensalão devem agradecer penhoradamente ao ministro Lewandowski. Seu voto, que não encontra suporte jurídico decente sob qualquer ótica que se queira analisar, oficializa e formaliza a impunidade da gang dos 40, seu chefe verdadeiro, e todos os seus cúmplices, à exceção dos bois de piranha que ficarão mais ricos para aceitar serem condenados para enganar a sociedade dos idiotas e imbecis compulsivos.
Fotos mostrando os advogados dos canalhas do Mensalão aos risos para comemorar o voto do ministro é o degradante e final retrato da Justiça no nosso país que, em benefício dos corruptos associados ao projeto de poder do PT, está transformando os Tribunais Superiores – depois de apodrecerem os outros tribunais – em penico dos canalhas para ter derramado seu conteúdo fedorento em cima da cabeça de uma sociedade que optou por aceitar que seu país fosse transformado em um Paraiso de Patifes e o poder público em um Covil de Bandidos.
Também devem estar pulando de alegria os milhares de canalhas esclarecidos que fazem parte da academia apodrecida, do jornalismo marrom, do meio empresarial corrupto, do meio artístico, do meio empresarial corrompido, e do meio estudantil universitário que aceita a universidade ser transformada em palco do analfabetismo funcional servil ao fascismo petista, entre muitos outros grupos traidores do país.
O posicionamento histórico do ministro Lewandowski e de outros ministros no que diz respeito ao caso “Mensalão”, e agora o teor do seu voto na primeira etapa do julgamento, demonstra que o STF pode ser qualificado como um aparelho político a serviço do PT, e seu projeto de poder liderado pelo ex-presidente Lula.
Cumprindo seu papel de apoiar o projeto político do Retirante Pinóquio o STF macula em definitivo sua biografia que registrará a maior vergonha jurídica da história do país.
Que ninguém tenha a expectativa que no final do julgamento a gang do “Mensalão” venha a ser exemplarmente punida, pois, com certeza, isso traria à tona o seu verdadeiro chefe, que não foi exatamente José Dirceu, que ficou apenas encarregado de fazer o serviço sujo: organizar as fontes do “Mensalão”, desmoralizar as instituições políticas e a justiça no país, como o lobista das relações públicas e privadas degeneradas, tudo sob o comando maior do mais sórdido político de nossa história.
Com o vergonhoso voto do ministro, os novos-ricos, criminalistas criminosos, já perceberam que seus clientes serão absolvidos da maioria de seus crimes, senão na sua totalidade, podendo tornar-se verdadeiro o prognóstico de um dos canalhas ladrões do dinheiro público: o “Mensalão vai virar piada de salão”, “com direito ao encontro dos maiores canalhas da história do país numa cantina, regado ao vinho francês preferido dele – o verdadeiro chefe do mensalão –, o pinot noir Romanée-Conti, que custa R$ 15 mil a garrafa - ficando a conta, é claro, para ser paga com o dinheiro roubado do contribuinte”.
Para a pergunta, o que fará a sociedade diante desse absurdo e dessa vergonha jurídica, a resposta é muito simples: NADA, assim como nada fez quando roubaram o crucifixo do gabinete presidencial.
O que se pode esperar de diferente de uma sociedade em que a maioria foi transformada em bolsista do poder público pelo assistencialismo comprador de votos, e a maior parte do que restou é formada por covardes, ou esclarecidos canalhas, gente sórdida beneficiada de todas as formas possíveis pelo usufruto de suas relações corruptas dentro ou com o poder público?
Tem razão o ministro ao declarar-se não preocupado com a repercussão do seu voto, pois de uma sociedade feita de idiota, imbecil e corrupta durante as gestões do PT nada se pode esperar mesmo.
Assim como a canalha da política, o STF, com o voto do ministro que certamente será seguido pelos apadrinhados do PT, demonstra não ter mais, também, qualquer respeito pela sociedade, que paga para ser ludibriada, roubada, corrompida, subornada e espezinhada, como idiota e imbecil do palco do Circo do Retirante Pinóquio.
Assim a Fraude da Abertura Democrática chega ao seu “estado da arte”: uma Justiça servil ao projeto de poder do PT que já demonstrou seus verdadeiros objetivos: desmoralizar as Forças Armadas, as instituições políticas, transformar as universidades públicas em campo de treinamento de analfabetos funcionais fascistas e fortalecer as oligarquias e burguesias públicas e privadas corruptas que se associaram à liderança do mais sórdido político do país e suas gangs.
Pobre país do nosso que fede cada vez mais sem que as pessoas precisem usar máscaras, pois já se acostumaram com a podridão criminosa das relações públicas e privadas, a maioria procurando tirar o proveito possível da destruição do nosso país, ou seja, do futuro dos nossos filhos e de suas famílias.
Mesmo que seja uma ficção o certo seria colocar essa gente corrupta e sórdida diante do paredão da vergonha dentro de um presídio. Mas para isso ser feito seria necessário que no nosso país a covardia das casernas e fora delas fosse substituída pela coragem patriótica de salvar nossos filhos e suas famílias das valas da corrupção e da degeneração moral que já foram distribuídas por todo o país.
Título e Texto: Geraldo Almendra, 26-8-2012

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-