sábado, 25 de agosto de 2012

A inesperada foice da Dama de Negro



Luciano de Moura
Muitos homens, em sua exacerbada vaidade ou interesses, acham-se sempre acima das leis da vida e da morte. Esta senhora, temida por muitos, não marca dia nem hora. Chega de surpresa, vinda de qualquer quadrante. Existem seres humanos, que devido às posições que o destino lhes conferiu, e já às vésperas de receber a visita da temida dama das noite gélidas, por alguma razão que a própria razão desconhece, determinam destinos, que de acordo com os julgados, interesses ocultos e coisas que tais, lhes colocam os louros da glória, ou os arremessa à lama. Enquanto esquecem, que a qualquer momento, a dama da foice, os levará perante um Juiz que jamais falha. Aí, sentirão a mais terrível vontade, de jamais terem existido.
Título, Imagens e Texto, Luciano de Moura, 25-8-2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-