terça-feira, 28 de agosto de 2012

"Cantar o amor não é fácil, fácil é cantar o ódio"

Jim,  
A cada dia e a cada post, eu lhe admiro e respeito mais. Isto foi uma coisa que escrevi sobre Núbia Lafayette motivada apenas pelas saudades dos velhos tempos. Eu sou um saudosista das boas coisas da vida e como estou ficando velho esta é a minha maneira de não me sentir velho. Lembrar bons momentos de um passado feliz. E você teve a gentileza de publicar no seu blog esta minha manifestação de uma saudade que só revelo para amigos especiais, íntimos. E eu lhe agradeço porque resgata a imagem de uma cantora que, para mim, foi uma das mais importantes do Brasil. Cantar o amor não é fácil, fácil é cantar o ódio. Amar não é fácil, fácil é odiar. Por isto eu sempre gostei de quem canta o amor. Mesmo o amor não correspondido, como Núbia cantou.  
Núbia foi a Amália Rodrigues do Brasil, sem o amparo que Amália teve em Portugal e na Europa. Sempre amei a ambas, assim como amo a música portuguesa. Assim como amo o idioma português de Portugal. No Brasil se fala um dialeto que não tem nada a ver com a língua portuguesa. Veja que coisa linda:

 

Isto eu peço que você divulgue no seu blog do velho cão viciado, por favor!
Gosto de você, amigo!
Otacílio Guimarães, 28-8-2012

Relacionado:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-