quinta-feira, 1 de agosto de 2019

[Pensando alto] Não devo mais cantar ‘As time goes by’...

Pedro Frederico Caldas

Hoje me peguei cantando “As Time Goes By”. Essa música, tema do filme Casablanca, enterneceu e ainda enternece gerações. As mulheres suspiravam por Humphrey Bogart, e os homens, por Ingrid Bergman.


Bons tempos. Ia-se a bares, todos bebiam e fumavam sem um chato de galocha ao lado, como um “comissário do povo” ou como um doutor Drauzio Varela, a fazer “remarks” que fumo faz mal à saúde.


Uma história de amor sem igual. Ilsa (Ingrid) sufoca sua paixão por Rick (Bogart) e consegue salvar seu marido Victor Lazslo, por quem nutria amor e admiração, um homem de convicções, líder da resistência tcheca aos nazistas. É a paixão sufocada no altar da admiração e do respeito.


Mas por que não devo mais cantar “As Time Goes By”? Porque, meus amigos, “time goes by”, o tempo passa e as coisas mudam. Há versos na letra dessa música politicamente muito incorretos:

“Woman needs man” (Mulher precisa de homem)
“And man must have his mate” (E o homem precisa ter sua companheira).



Título e Texto: Pedro Frederico Caldas, 1-8-2019

Colunas anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-