segunda-feira, 25 de novembro de 2019

[O cão tabagista conversou com...] Carlos Alberto Toscano: “Na minha opinião nem segunda instância deveria existir. Foi julgado e condenado, então cumpra-se a pena."

Nome completo: Carlos Alberto Toscano de Britto

Nome de Guerra: Carlinhos

Onde e quando nasceu? Rio de Janeiro, 17 de setembro de 1968

Onde estudou? UCB

UCB? Que faculdade?
UCB = Universidade Castelo Branco

Ok. Mas fez que faculdade: Direito, Política Ambiental, Medicina Veterinária...?
Ciências da Computação, sou formado em Análise de Sistemas.

Onde passou a infância e juventude?
Infância e Juventude passada na minha cidade natal, o Rio de Janeiro.

Qual (ou quais) acontecimento marcou a sua infância e juventude?
Como qualquer ser humano, passei por várias etapas que me marcaram. Os alegres foram bem mais do que os tristes, mas como não faço ideia do objetivo da sua pesquisa, vou responder ambas:

um momento triste: a perda do meu avô, por parte de mãe. Eu era muito ligado a ele e não pude me despedir. Foram quinze dias, desde o momento que ele vomitou sangue, foi internado e nos deixou. Morava em Salvador e eu no Rio, não tive tempo de dar-lhe um último abraço e falar o quanto o amava e o quanto tinha sido importante para mim.

momentos felizes foram vários: os carnavais em Salvador com as pessoas da minha família que mais amo, a formatura na faculdade, o tempo que morei na Barra e os amigos que lá encontrei, e para finalizar é preciso uma explicação, que para muitos poderá parecer tolo.

Os filhos costumam seguir os pais. Fui criado por um pai que me ensinou a amar o bom e velho futebol. Meu velho é botafoguense, jogou futebol de areia (na época em Copacabana existiam campeonatos disputadíssimos).

Desde cedo segui seus passos, embora tenha optado por outros caminhos (rs). Por um bom tempo o Maracanã foi minha segunda casa e adorava assistir meu time, que, convenhamos, só tinha feras.

O título mundial de 81 marcou-me muito. Tinha 13 anos e participei daquela festa nas ruas que começou nas primeiras horas de um domingo.

Já que falamos em esportes, a perda de Senna foi um momento triste para mim. Dava orgulho de ver aquele brasileiro elevar o nome do nosso país, já que na época já era mais conhecido pela corrupção. Eu adorava Fórmula 1, e naquele dia, a Maldita Tamburello levou meu segundo ídolo do esporte e dentro de mim a Fórmula 1 morreu. Nunca mais assisti GP's.

A propósito, meu primeiro ídolo na F1, foi justamente o ídolo do Senna. Se chamava Gilles Villenevue, um canadense que era genial e morreu de acidente em Zolder, na Bélgica. Daí tiramos mais momentos felizes: os GP's no Rio, das quais eu sempre ia.

Na Barra (da Tijuca)?
Sim, na Barra da Tijuca, of course!


Que título mundial foi esse em 1981, hein? 😉
Que título mundial ?? rs...  O mais bonito de todos... O Mengão dando um baile nos ingleses do Liverpool.

Ué!? Mas você não é botafoguense? (E eu que sempre achei que você, com a sua inteligência, fosse vascaíno! Well...) 😉
Acho que me confundiu! rss
Na verdade, tenho duas paixões no futebol: o Mengo, e por motivos de antigas raízes a Juventus de Turim. De vez em quando posto fotos com minha filha com a camisa da "Vecchia Signora", as cores são as mesmas do Botafogo.

Quando começou a trabalhar?
Comecei a trabalhar... humm... difícil ...acho que por volta de 1986 ou 87. Essa você me pegou. 😊

Qual foi o seu primeiro ‘trabalho’?
Meu primeiro trabalho foi em uma locadora de vídeo. Não foi a do Mandala.

E fica trabalhando nessa área (locação) até quando?
Não faço ideia. Não me dou muito bem com datas. Lembro apenas que em 1993 eu consegui meu primeiro estágio na CEF (Caixa Econômica Federal) da Praça da Bandeira.

Falando em Juventus, o que acha do perneta que está jogando lá, um tal de Ronaldo?
O CR7 é um grande profissional. Acho que um dos melhores finalizadores que vi jogar.

Bom, e depois da CEF qual foi o próximo passo profissional?
Depois da CEF fui trabalhar em uma empresa que realizava serviços para várias agências da CEF no Estado. Foi um período bacana, pois tive a oportunidade de conhecer bem o Rio. Fui para lugares como Parada de Lucas, entre outros, aos quais normalmente eu não iria.

Julgo que existe uma grande diferença entre os bairros da Zona Norte e Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro. O que acha?
Zona Norte é uma coisa. Zona Sul é outra. Mas os bairros que frequentei eram bem diferentes.

Lembro de Ricardo de Albuquerque, Queimados, entre outros. Cara, dava medo. Nem dava para comparar com a zona norte (bem, isso na época, acredito que tenha mudado).

Zona norte tinha um ar de cidade do interior com estrutura. Andei por Olaria, Bonsucesso, Ramos, Penha, Vila da Penha entre outros.

Acho que esses lugares tinham mais a cara do Rio. O grande problema desses bairros era pelo fato de serem (ainda são, é claro) cercados de morros. Ramos e Olaria, por exemplo, tinha o complexo do Alemão. Mas eram bairros simpáticos e bem agradáveis.

Lembro de um período da faculdade (a noite) em que saia da CEF por volta das 17h e a aula começava tarde (oito e pouco da noite). Pegava carona com o pessoal e íamos para o Méier jogar pelada para depois saborear um churrasco na calçada. Basicamente algo muito parecido com o bairro da "Grande Família", aquela série da Globo.

A zona sul é o povo mais besta e a maioria não conhece o verdadeiro Rio, como conheci.

De acordo com o que descreveu existem três Rios: o da Zona Norte, o da Zona Sul, e os “bairros diferentes”...
Nos meus primeiros anos de Rio de Janeiro, já lá vão quase cinquenta anos, morei num “bairro diferente”: Higienópolis.

Se não me falha a memória, Higienópolis é zona norte.

Não posso afirmar que são três Rios, pois não conheci 100%. Mas as diferenças entre zona norte, sul e a baixada eram brutais.

Lembro bem de Parada de Lucas. Completamente abandonado pelos governantes. Para chegar à agência da Caixa passei em uma rua de areia, cheia de buracos e com esgoto correndo a céu aberto. 

Outra recordação foi ter saltado e andado pelas ruas de (não recordo para onde fui) Fazenda Botafogo, era a última estação do metrô. Olhava em volta e pensava: “porra, vão me matar aqui e ninguém vai me encontrar.“

Um descaso total com a população. Dava pra ver o lado da falta de respeito, da humilhação, do abandono e da política do "foda-se essa gente".

Esse Rio, infelizmente, pouca gente conhece, pois se conhecessem talvez pensariam melhor na hora de eleger "Cabrais" entre outros.

A diferença básica entre zona norte e sul, basicamente era a população. Na zona norte o povo é bem mais carioca. Guardo com carinho recordações do Méier e da receptividade da turma de lá.

Rua Dias da Cruz, Méier, Rio de Janeiro

Sim. Higienópolis é encostado a Bonsucesso... Avenida dos Democráticos... 21ª Delegacia Policial... Rua Darke de Matos...



Atualmente, onde está morando?
Atualmente em João Pessoa, Paraíba.

E o que você tá fazendo aí, hein?
Trabalho na minha área, informática.

Saudades do Rio?
Cara, muitas saudades do meu Rio, sim. Minha vida foi aí. Sinto falta dos amigos, da vida cultural, entre outros.

Acha que o Rio de Janeiro está melhorando ou piorando?
Não dá para ter uma opinião firme, afinal não estou aí, sobre a atual situação. Mas, baseado no que amigos me falam e pelas notícias de falência do Estado, eu acho que está piorando.

E a Paraíba?
Uma cidade bem tranquila, agradável, com belíssimas praias, ótima para quem procura paz e sossego. Aqui têm-se qualidade de vida.

O que deixa a desejar é a parte cultural e o friozinho do inverno que praticamente não existe. O inverno aqui é caracterizado pelas chuvas.

Deve estar se referindo à cidade de João Pessoa...
Sim, embora conheça muitas cidades do Estado.

E o Brasil, está melhorando ou piorando?
Não dá para opinar ainda. Onze meses de governo ainda é pouco. Mas não vejo luz no fim do túnel.

Um cara que passou anos como deputado e não fez nada pelo Rio, mas enfim. Não votei nele, nunca votaria, mas torço para que dê certo.

Mas é como eu comento às vezes. Sinto-me um torcedor do Ibis (lembra do Íbis? rs): fico na torcida na esperança de que o time seja campeão brasileiro, mas no fundo...

Conhece Portugal?
Rapaz, não conheço Portugal. Aliás, nunca saí do Brasil, embora conheça vários Estados aqui dentro.

Espero em breve fazer uma viagem ao velho continente. Conhecer a terrinha, tomar todos os vinhos (rs) e ir à bota visitar as minhas origens.


Sim, coitado do Íbis, o pior time do mundo... não confundir com os hotéis baratuchos Ibis... 😊



Da Região Toscana, presumo?... 
Sim da Toscana... é o que contam!

Olha só, uma pergunta atual: você é a favor ou contra a prisão em segunda instância?
Perguntinha complicada pois...

Não gosto nem um pouco dessa área jurídica, não entendo nada e quero distância.

Pelo que eu li (não sei se a fonte era confiável) e entendi é o seguinte:

A constituição diz que a prisão só pode ser feita depois de todas as tentativas de recursos. Isso, portanto, diria que o réu só poderia cumprir a pena depois da terceira instância.

Se a constituição realmente fala isso, então penso que temos de seguir a carta Magna da nação, ou seja, o cara só pode ir em cana depois da terceira instância.

Não sei como funciona em outros países, mas na minha opinião pessoal isso deveria ser alterado no Brasil (veja bem, estou falando baseado no depoimento acima em destaque. Como frisei, não sei se a fonte era confiável). É uma quantidade enorme de recursos, o tempo vai passando, o réu permanece em liberdade sempre recorrendo e ganhando tempo.

Na minha opinião nem segunda instância deveria existir. Foi julgado e condenado, então cumpra-se a pena.

Por que é que um desgraçado que desviou milhões dos cofres públicos e que foi condenado em primeira instância tem o direito de recorrer? Por mim, era cana direto.
Você sabe dizer como funciona aí?

Não sei responder, me parece que existem duas instâncias...
No sistema judiciário português existem as seguintes categorias de tribunais:
             O Tribunal Constitucional, cuja função principal é apreciar a constitucionalidade ou a legalidade das normas jurídicas, bem como a constitucionalidade das omissões de legislar.
             O Tribunal de Contas, que é o órgão supremo de fiscalização da legalidade das despesas públicas e de apreciação das contas que a lei mandar submeter-lhe.
             Os Tribunais Judiciais, que são os tribunais comuns em matéria cível e criminal e que exercem jurisdição em todas as matérias que não são atribuídas a outras ordens judiciais. Incluem o Supremo Tribunal de Justiça, os tribunais de segunda instância (que são, em regra, os tribunais da Relação) e os tribunais de primeira instância (que são, em regra, os tribunais de comarca).
             Os Tribunais Administrativos e Fiscais, cuja função é dirimir os litígios emergentes de relações administrativas e fiscais. Incluem o Supremo Tribunal Administrativo, os tribunais centrais administrativos, os tribunais administrativos de círculo e os tribunais tributários.
             Os Julgados de Paz, que são tribunais com características especiais e com competência para apreciar processos de natureza cível nos quais o valor da causa não seja superior a 15 000 euros.
             Durante a vigência do estado de guerra podem, igualmente, ser constituídos Tribunais Militares.

E o mundo, está melhorando ou piorando?
Não gosto de pensar em "piorar". Se pensasse assim provavelmente não teria tido Aninha.

A humanidade evolui em tudo, nas coisas boas e ruins, desde que o mundo é mundo.

Apedrejamento de mulheres na época de Cristo, seres humanos atirados aos leões por imperadores romanos loucos, Auschwitz, Hiroshima e Nagasaki, homens-bomba e "vamô que vamô".

Prefiro pensar nas coisas boas. A bondade que existe na maioria esmagadora das pessoas, nos atos humanitários, no sorriso de uma criança, no nascimento de uma criança, na beleza de um amanhecer, na grandeza do universo... enfim!

Sou católico de carteirinha, frequento as missas todos os finais de semana e não acredito no diabo, ou no tinhoso. O mal e o bem estão dentro de todos nós convivendo juntos. Caberá a nós e a alguns fatores externos (convívio na sociedade, educação dos pais etc.) que caminho seguir.

Qual a sua opinião sobre o Papa Francisco?
O papa "hermano" é uma grande figura.

Representa a evolução da humanidade, da qual já falei. Se a humanidade evolui as instituições tem que evoluírem também e a igreja não pode ser diferente.

Sou católico de carteirinha, mas não concordo com muitos preceitos da igreja. A questão de excluir homossexuais, a questão do celibato, a questão do casamento indissolúvel entre outros.

O cara está coberto de razão. A igreja com tudo que prega não pode fazer nenhum tipo de discriminação com nenhum ser humano e tem que mudar essa mentalidade atrasada que acha que mulher adultera tem mais é que ser apedrejada mesmo (exagero meu, mas apenas para ilustrar).

Não vou entrar na questão da pedofilia, pois aí é doença, mas essa questão de o padre não poder se casar e transar é completamente insana. Considero sexo fundamental como respirar e alimentar-se. Duvido que grande parte dos padres nunca tenha dado umazinha. O cara é um ser humano e sente necessidades, deixa ele se apaixonar e fazer uma família.

Considero também um absurdo chamarem o cara de "o papa comunista", apenas pelas suas ideias.

Que idade tem a Aninha?
Minha pequena tem 9 anos. Faz 10 em março. E o pai é completamente abestalhado por ela!

Eu sou Portista e do Gigante da Colina, me diga (com sotaque nordestino) o que um técnico português está fazendo no e com o Urubu, hein? 😉
Oxente!!

O “Mister” veio aqui para dar uma aula aos nossos técnicos atrasados e arcaicos!

Está calando a boca de muita gente. O portuga chegou aqui e o Mengo estava (se não me engano) 8 pontos atrás do líder. Depois da copa América ele conseguiu tirar os 8 e ainda colocar 10 de vantagem.

Acho que ele não é um gênio, mas vem de outro continente, com outra mentalidade, que está muitos anos à frente do nosso combalido futebol.

Sujeito educado, simpático e uma grande figura que já caiu nas graças da torcida!

Será muito bom para o futebol brasileiro se o Mengo ganhar a Libertadores (e melhor ainda para nós flamenguistas...rs), pois assim ficará difícil criticá-lo.

Aliás, não sei se você viu a grande rejeição por parte de treinadores tupiniquins em relação ao Mister. Além de ultrapassados também são xenófobos. Eu tenho nojo dessa gente!

Aí em Portugal os grandes são Porto, Benfica e Sporting, correto?


Sim, correto.
Não sabia dessa rejeição... Dever-se-á à inveja?
Não creio que seja inveja não.
O Brasil, infelizmente, é um país muito preconceituoso e xenófobo.

Olha só, me ocorreu, será que “modernizando” a Igreja Católica esta vai aumentar o número dos seus fiéis? Não me parece... pelo contrário... e a religião católica “não exclui homossexuais”, desaprova a homossexualidade, o que não significa “excluir”, pelo contrário, haja vista a veadagem que existe entre os ‘prelados’... 😉
Acredito que muita gente se afasta da igreja por não concordar com a sua rigidez.

Também acredito que o papa, sendo mais humano, flexibilizando vários pontos e se aproximando mais, muito mais, dos chamados "excluídos" (que a religião tanto fala, mas que na prática não acontece) a chance de crescimento no número de fiéis seria viável.

É justo que uma pessoa seja excluída por suas opções sexuais? Até parece que na época de Cristo já não existiam homossexuais. O "simpático" papa alemão era inflexível quanto a isso e fora que não dava uma porra de um sorriso! Sempre sério e sisudo.

O papa hermano assim que chegou já tocou no assunto: "Quem sou eu para julgar essas pessoas? Claro que elas são bem-vindas na igreja"

Outro patamar, cara.

Penso que a tendência é que se a igreja insistir em viver no passado, vai perder mais gente. Não lembro quem foi o responsável, mas se não me engano um dos papas pediu desculpas ao povo judeu pela omissão da igreja durante a segunda guerra. Já deviam ter feito isso em 1945, quando a guerra acabou. É grandioso aceitar os erros e pedir perdão. O mundo evolui e as instituições devem evoluir juntas.

Uma pergunta que não foi feita?
Pergunta que não foi feita? Sei lá! O entrevistador é você! 😊

A derradeira mensagem:
Gosto de uma do poeta Gentileza. Sejam bons..."gentileza gera gentileza".


Obrigado, Carlinhos.

Conversas anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-