terça-feira, 13 de outubro de 2020

Homem morre ao ser atingido por botijão de gás em Copacabana

Quem jogou o botijão (além de outros objetos) foi Venilson da Silva Souza, que de acordo com as investigações, teve um surto 

Felipe Lucena 

Um homem que trabalhava nas ruas vendendo frutas e seria morador do Pavão-Pavãozinho (ainda não há confirmação exata da Polícia), conhecido como “Tronco”, estava sentado ao lado de uma banca de jornal, em frente à saída dos fundos de um edifício de Copacabana, quando foi atingido na cabeça por um botijão de gás. Tudo aconteceu nesta segunda-feira, 12/10. 

Foto: Guito Moreno/O Globo

Quem jogou o botijão (além de outros objetos) foi Venilson da Silva Souza, que de acordo com as investigações, teve um surto e começou a jogar objetos pela janela do último andar do prédio, entre eles um pedaço de fogão e o botijão que atingiu a vítima. Venilson passava por um tratamento e já tinha apresentado outros episódios de transtornos psicológicos. Ele, que tem 33 anos, foi preso em flagrante. 

Segundo a Polícia Militar, equipes do 19º BPM (Copacabana) foram acionados para verificar a ocorrência no bairro e encontraram o corpo da vítima no local. Os PMs acionaram o Corpo de Bombeiros às 15h37, e os militares constataram a morte de ‘Tronco’. O preso foi conduzido para a 13ª DP (Ipanema). 

Título e Texto: Felipe Lucena, Diário do Rio, 13-10-2020

Um comentário:

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-