terça-feira, 6 de outubro de 2020

PIB do Brasil terá queda menor que a prevista, reforça FMI

Espera-se que a economia encolha 5,8% este ano. O valor é menor que a contração de 9,1% estimada anteriormente 


Cristyan Costa
 

Na segunda-feira 5, o Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu suas projeções para o Brasil. Agora, espera-se que nossa economia encolha 5,8% este ano. O valor é menor que a contração de 9,1%, estimada anteriormente. Além disso, o FMI prevê recuperação “parcial” e crescimento de 2,8% no próximo ano. O prognóstico reforça que o país conseguirá se recuperar rapidamente das dificuldades financeiras, como vem ocorrendo na indústria, no mercado imobiliário, entre outros setores. 

Em seu relatório, os técnicos do órgão elogiam a resposta do governo federal à crise, depois da liberação de um programa de estímulo para sustentar a economia, que incluiu o auxílio emergencial de R$ 600 para um terço da população e crédito destinado às micros e pequenas empresas. “Uma resposta enérgica evitou uma recessão mais profunda, estabilizou os mercados financeiros e amorteceu os efeitos da pandemia nos mais pobres e vulneráveis”, informaram as autoridades do FMI. 

Título e Texto: Cristyan Costa, revista Oeste, 6-10-2020, 6h40

Relacionado:
“Investimento econômico volta a crescer no Brasil”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-