quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Psol vai ao STF para impedir distribuição de cloroquina

Também o partido pede que os ministros proíbam o governo federal de veicular informação que incentive o tratamento precoce

Cristyan Costa

O Partido Socialismo e Liberdade (Psol) entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Corte proíba o governo Jair Bolsonaro de veicular informação que propague, induza ou incentive o uso de medicamentos adotados no tratamento precoce.

Na mira da legenda estão a hidroxicloroquina, a nitazoxanida, a cloroquina e a ivermectina. Conforme vem noticiando Oeste, as drogas são eficazes na luta contra o vírus chinês.

Além disso, a sigla quer proibir a distribuição dos remédios pelo governo federal ou qualquer um dos órgãos ligados a ele.

Também a legenda pede ao STF que obrigue o presidente da República a adotar “procedimentos administrativos” de modo que a União possa providenciar a aquisição das vacinas e medicamentos aprovados pela Anvisa.

O relator é o ministro Ricardo Lewandowski.

Título e Texto: Cristyan Costa, revista Oeste, 20-1-2021, 8h40

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-