quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Marco das ferrovias pode gerar R$ 80 bilhões em investimentos, afirma ministro da Infraestrutura

Medida Provisória foi aprovada pelo Senado na terça-feira e segue agora para a Câmara dos Deputados

Artur Piva


O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou na quarta-feira 6 que a aprovação do marco das ferrovias pode gerar R$ 80 bilhões em investimentos para a construção de 5,3 mil quilômetros de linhas férreas no país. Aprovado pelo Senado na terça-feira 5, a Medida Provisória (MP) segue agora para a Câmara dos Deputados.

“Ontem nós tivemos a aprovação no Senado do marco ferroviário”, disse o ministro. “Isso abre uma nova perspectiva para a infraestrutura brasileira. Já são 14 pedidos de autorização que podem representar até 5.300 km de construção e mais de R$ 80 bilhões em investimento”.

Originalmente, o projeto havia sido lançado em 2018 pelo senador licenciado José Serra (PSDB-SP). Ele dispensa a necessidade de processo concorrencial para que uma empresa possa empreender operação dos trilhos. Atualmente, a administração de ferrovias pelo setor privado precisa passar por uma licitação — modalidade que continuará existindo e a escolha do modelo de negócio.

Como ele ficou parado na Casa, o presidente Jair Bolsonaro lançou a MP com praticamente mesmo conteúdo em agosto. O ato torna o texto válido a partir da data de sua publicação no Diário Oficial e o Congresso tem até 180 dias para analisá-lo. Com isso, a proposta entrou para a pauta dos parlamentes.

Título e Texto: Artur Piva, revista OESTE, 7-10-2021, 14h30

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-