segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Presidente Jair Bolsonaro leu uma matéria da "exame"...

 

9 comentários:

  1. A LIVE
    LIVE com o presidente Bolsonaro, 21 de outubro 2021 , na noite de quinta-feira, 21 de outubro, durou uma hora e doze minutos. Dias depois acharam mais um “crime” de Jair Bolsonaro. (!?)
    Em meus 71 anos nunca assisti/testemunhei tamanha perseguição e ódio a um governante!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk você tem 71 anos e eu deveria sentir pena de você por não ter mais capacidade de raciocinar e compreender este mundo de hoje mas, só vou te lembrar que PERSEGUIÇÃO MESMO foi a que Lula, Dilma e todos os PETISTAS sofreram a vida toda. Esta "perseguição" ao seu presidente não é NADA perto das que estes sofreram. E outra, a perseguição a Bolsonaro é justa pois ele MENTE, DETURPA e DESINFORMA a todo momento. Claudio - Barbacena/MG

      Excluir
  2. YouTube derruba live e suspende canal de Bolsonaro por uma semana
    Facebook e Instagram já haviam tirado do ar conteúdo publicado pelo presidente da República

    Fábio Matos

    Jair Bolsonaro voltou a entrar na mira das big techs. Assim como já haviam feito o Facebook e o Instagram, o YouTube retirou do ar a live semanal do presidente da República exibida na quinta-feira 21. Na transmissão pelas redes sociais, o chefe do Executivo leu uma notícia que alertava que vacinados contra a covid-19 supostamente estariam “desenvolvendo a síndrome da imunodeficiência adquirida [aids]”.

    No comunicado em que informa que o vídeo de Bolsonaro sairia do ar na plataforma, o YouTube afirma que a transmissão feita pelo presidente violou as “diretrizes de desinformação médica sobre a covid-19 ao alegar que as vacinas não reduzem o risco de contrair a doença e que causam outras doenças infecciosas”.

    “As nossas diretrizes estão de acordo com a orientação das autoridades de saúde locais e globais, e atualizamos as nossas políticas à medida que a orientação muda. Aplicamos as nossas políticas de forma consistente em toda a plataforma, independentemente de quem for o criador ou qual a sua opinião política”, diz o YouTube.

    A plataforma também decidiu suspender o canal de Bolsonaro por uma semana, período no qual o presidente do Brasil não poderá publicar vídeos. Com isso, pelo menos em seu canal, Bolsonaro não poderá realizar a transmissão da live desta semana, na quinta-feira 28.

    Segundo o YouTube, um canal recebe um “alerta” se descumprir as regras da plataforma pela primeira vez. Bolsonaro foi notificado inicialmente em julho, sem sofrer nenhum tipo de punição. Com a live da semana passada, o canal do presidente teve o vídeo removido e recebeu o primeiro “aviso” (“strike”) — termo utilizado pelo YouTube para mostrar que a medida resultará em uma punição.

    Se voltar a violar as diretrizes da plataforma em 90 dias depois da primeira ocorrência, o canal de Bolsonaro receberá um novo aviso e será punido com uma suspensão de duas semanas. Caso receba três avisos em um período de 90 dias, o canal será removido permanentemente, de acordo com o YouTube.
    Título e Texto: Fábio Matos, revista Oeste, 25-10-2021, 21h40

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo Constantino
    @Rconstantino

    Critiquei Bolsonaro pela polêmica desnecessária e por falar bobagem demais, mas ele acaba de ganhar mais pontos comigo ao ser chamado de "serial killer" por Renan Calheiros. Não adianta: nem é preciso gostar do presidente; basta ver quem são seus inimigos para sair em sua defesa.

    ResponderExcluir
  4. Uma coisa é exata, pessoas com imunodeficiências não podem tomar VACINAS ou terem muitos cuidados.
    https://www.spdm.org.br/saude/noticias/item/3198-pessoas-com-imunodeficiencia-devem-tomar-cuidado-ao-se-vacinarem

    É comprovado cientificamente que a vacinação traz grandes benefícios tanto à população, quanto ao controle de doenças e epidemias, mas uma parcela da sociedade deve ter alguns cuidados ao se vacinar. Pessoas que tem imunodeficiência desde a infância, indivíduos com doenças autoimunes, que tomam corticoides, ou paciente que tem a imunidade diminuída por causa de outra enfermidade, como o caso de transplantados que tomem imunossupressores, não devem tomar algumas vacinas.

    ISSO NÃO É FAKE NEWS

    ResponderExcluir
  5. @lucasmafaldo
    O Brasil deve ser o primeiro caso da história onde uma das profissões mais perigosas do mundo é apoiador o presidente que está ocupando o cargo e colocando milhões de apoiadores nas ruas.

    ResponderExcluir
  6. E HOJE, OS PALHAÇOS DO GRANDE CIRCO ARMADO DA TAL CPI DA COVID-19 FORAM ALÉM. SE PLANTARAM DE PORTAS FECHADAS NA PGR. P-EGARAM MAIS UM G-ATO PELO R-ABO. QUEREM A CABEÇA DO PRESIDENTE, MENOS, CLARO, DOS DEPUTADOS, EM RAZÃO DESTAS DESGRAÇAS TEREM FÔRO PRIVILEGIADO. SÓ NOS RESTA PARABENIZAR, COMO DIRIA MEU PATRÃO APARECIDO, 'SÓ NOS RESTA PARABENIZAR O 'ONRADO' SARNADOR RENAVAN GALHEIROS, OMEM DE REPUPUPUTAÇÃO ILIBABADA'".VIVA O NOSSO BRASIL. ONDE 'QUEM NÃO É CORRUPTO, É BABACA'.
    CARINA
    CA
    SITIO SHANGRI-LA - ES/MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Well, pelo andar da carruagem TSE/STF, está me parecendo que os "palhaços" (que me desculpem os palhaços) estão na frente com dez corpos de vantagem...

      Excluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-