quinta-feira, 26 de maio de 2022

Sinodalidade: jovens na diocese de Vannes querem mais latim e mais batina, velhos querem modernidade

Fratres In Unum

As consultas feitas pelo Sínodo da Sinodalidade na Diocese de Vannes, França, revelam um panorama que parece não ser exclusivo daquela localidade.

Catedral de São Pedro, Diocese de Vannes

O relatório final da Diocese assinala “a forte existência de um fosso geracional em nossa diocese. Identificamos um obstáculo nas respostas às sínteses preparatórias: as expectativas das diferentes gerações não são as mesmas”.

“As gerações mais velhas tendem a criticar a Igreja, seus ritos, sua santidade, seu sacerdócio ou seu hábito clerical, enquanto as gerações mais jovens pedem mais transcendência, clareza doutrinal e visibilidade do clero”.

“Entre outros exemplos, temos a liturgia, onde os aposentados pensam que podem atrair os jovens excluindo o sagrado ou a língua latina, enquanto os alunos do ensino médio nos contaram sobre seu desejo de poder escolher entre a missa em latim e a missa em francês”.

“Se nos basearmos neste relatório, as pessoas nascidas entre 1962 e 1982 representam uma geração perdida: ou seja, a geração do Concílio, aquela que sofreu o peso da crise”.

Outro dado interessante do relatório é que: “o uso do hábito clerical ou o lugar da mulher parecem problemas importantes para nossos idosos, mas a resposta dos jovens participantes – crianças, estudantes, trabalhadores – é que, para eles, não importa”.

“Finalmente, o relatório reconhece que a Igreja, na diocese, ‘tornou-se propriedade dos idosos’ que ‘temem ser expulsos pelos recém-chegados’, em particular pelas famílias jovens: a geração revolucionária quer zelosamente preservar o poder de perpetuar uma revolta contestada pela geração emergente. Isso não seria clericalismo?”

Título e Texto: Fratres In Unum, com informações de FSSPX, 26-5-2022

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-