quarta-feira, 14 de outubro de 2020

[Foco no fosso] Mudar para onde?

Haroldo Barboza 

Se dependermos de prefeitos e governadores (e seus pares mais chegados), mais de 80% deles torcem para que a verdadeira vacina contra o covid-19 esteja disponível dentro de no mínimo, 5 anos. 

Neste intervalo, seus projetos suspeitos navegarão em águas calmas.

Entre dezenas, podemos supor: 

1) quanto menos alunos em escolas (*) físicas (com a “perigosa” possibilidade de serem bem orientados pelos zelosos Mestres), menores as chances de formação de cidadãos conscientes que possam ameaçar o “reinado” de sua quadrilha partidária, muitas vezes “coligada” com “parceiros” de ocasião;

(*) = sendo de samba, aí terá um bando de “profissionais da saúde” polindo protocolos; 

2) quanto mais tempo for possível criar novas “ondas” (com seus “picos” invisíveis) da “bendita pandemia” (para eles), mais equipamentos poderão ser contratados (pelo triplo do preço, claro) em estado de “emergência”; 

3) Serviços sociais patrocinados por nossos impostos (segurança, asfaltamento, coleta de lixo, iluminação pública, etc) que são decadentes há dezenas de anos, conseguiram piorar pelo menos 50%! Quando tentamos efetuar reclamação ou denúncia, os serviços de tele-atendimento (que pioraram na mesma proporção), devolvem a resposta padrão:

”- no momento nossas equipes estão voltadas para o combate à pandemia!”.

Até o covid-19 deve estar com “medo” deste tipo de combate. 

4) com as manchetes repetitivas sobre falecimentos atribuídos a esta epidemia (que de forma “mágica” quase zera outras causas de morte), diversos escândalos de menores impactos passarão para as páginas acima de 8 nos jornais nacionais. Com letras e quantidade de linhas menores. Se aparecer na TV, constará daquele rodapé na tela, que some em menos de 5 segundos sem comentários desafiadores. 

E nós, dentro de um “seleto” universo de eleitores “conscientes”, continuaremos clamando por mudanças (talvez alguns mudem as sedes de suas quadrilhas) que possam alavancar a prosperidade de nossa nação através da abertura da porta da qualidade de ensino. 

Os ecos de nossos protestos não duram dias. Logo são abafados pelos batuques de samba, coros de torcedores no WA aclamando o perneta que fez o gol do título e “protestos” dos “adoradores do BBBB” que lastimam a exclusão de um “gênio” levado ao paredão. 

Nossa sociedade é um colosso. Sobrevive no fundo do poço. Renove: vote 99. 

Título e Texto: Haroldo Barboza, 14-10-2020

Anteriores:
A vacina “mágica”
Não querendo PIXar o produto
O menu secular
Evitar caos nos dedos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-