quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Passamos o PIB da Inglaterra. E daí? Eles continuam britânicos. E nós?

Marcello Talano

Tenho um primo com o qual discuto muito no facebook. Rico de segunda geração – O pai foi um grande batalhador, empresário visionário e competente -, ele teve pelo menos o grande mérito de não dilapidar o patrimônio herdado. Ao contrário, penso eu, cuidou bem dele e multiplicou-o, se não exponencialmente, como o pai, pelo menos em bases aritméticas, o que é salutar em um país onde a máxima "Pai rico, filho nobre e neto pobre" ainda é regra. Só não vale para políticos.

Rico de berço, fazendeiro, sem maiores preocupações na vida – como filhos, patrão, orçamento curto graças a um salário invariavelmente menor do que o mês, como a grande maioria dos trabalhadores assalariados do país – ele pode dedicar-se à atividade preferida de quem não tem esse tipo de problemas "mundanos" e não ombreia com a grande massa de trabalhadores do país no dia-a-dia: Ser comunista, achar que sabe do que o povo realmente precisa, louvar Lula e o Petismo, abominar tudo o que venha da imprensa e jornalistas livres e autônomos (pautando-se pelos jornalistas e veículos a soldo do governo), exorcizar como demônios FHC, Serra, o PSDB, os militares e qualquer um que não ore 3 vezes ao dia voltado para Cuba e Venezuela como grande exemplos de países perfeitos com população feliz e desenvolvida, que deveriam servir de exemplo ao Brasil ou quem quer que ouse insinuar que no governo do PT houve ou há corrupção, desmandos, prevaricação, conchavos e todas aquelas "velhas práticas" que o PT tanto combatia quando era oposição.

Embora ache lamentável e um grande desperdício de tempo essas discussões, posto que o cérebro desse pessoal parece ter sido submetido a uma lavagem de eficiência "Pavloviana" – como cães treinados, basta ouvirem as palavras FHC, SERRA, VEJA ou FOLHA para começarem a babar e rosnar— acabo invariavelmente rebatendo com argumentos os artigos que ele reverbera em seu perfil, oriundos em grande parte de sites "democráticos, livres e esclarecidos", como o "portal vermelho" e outros do gênero, a meu ver lixo da pior espécie e que só existe porque existe um estado democrático criado ANTES DO PT (e seu sonho de controlar a mídia) SER GOVERNO e que permite esse tipo de manifestações.

Para ele, "O CHEFE" de Ivo Patarra onde se denuncia a corrupção e desmandos de Lula não merece credibilidade porque é escrito por um desafeto de Lula, mas "privataria tucana" merece todo o crédito do mundo porque foi escrito por... um desafeto de Serra!

Para ele, a tese sustentada no caso das denúncias contra Orlando Silva é que o PM delator não mereceria credibilidade porque seria um indiciado pela PF em um crime, porém o jornalista Amaury Jr merece toda a credibilidade do mundo porque.... É indiciado pela PF em 4 crimes!

Aí, quando aponto essas idiossincrasias e paradoxismos, o que de mais "ameno" escuto é que sou fascista, amigo de torturadores, emissário do PIG, lacaio da VEJA, enfim, todos os epítetos com que os atuais cães pavlovianos brindam quem ousa discordar de suas crenças e de seu mundo, onde Cuba, Irã, e Venezuela são democracias, Fidel Castro e Hugo Chaves defensores dos direitos humanos e Ahmadinejad uma espécie de Kennedy misturado com Martin Luther King do Oriente Médio em sua luta incessante por democracia e liberdade para o seu povo.

Hoje não foi diferente. Obediente à cartilha lulo-petista de que o Brasil foi criado a partir de 2003 à imagem e semelhança de seu "Deus" de 4 dedos, ele cita uma reportagem da imprensa britânica onde se informa que o PIB do Brasil superou o da Inglaterra, comentando... " É. Realmente o Brasil está mal"...

Curiosamente, também hoje li no "estadão", entrevista de Luís Stuhlberger, considerado um dos melhores gestores de recursos do Brasil, que está preocupado com o desfecho da crise global e nela diz claramente que "esse negócio vai acabar muito mal. Nós só não sabemos onde nem como, porque não há precedentes, não há previsibilidade" e da qual reproduzo uma parte do texto.

Maus sinais

"O Brasil está bem, mas há sinais de que algo está errado. Exemplos: imóvel está caro, nosso Big Mac é o mais caro do mundo, nosso Corolla é o mais caro do mundo, a nossa arte está ficando a mais cara do mundo. As vendas no varejo estão crescendo muito acima da indústria de transformação. A balança comercial mostra que a indústria de transformação passou de um superávit de US$ 25 bilhões para um déficit de US$ 43 bilhões em quatro anos. A razão investimento/consumo mostra o Brasil como um dos piores do mundo. O investimento público também é um dos mais baixos do mundo. Nossa previdência é a pior. A Alemanha gasta como a gente, mas tem 19% da população idosa. Nós temos 8%. Esse dinheiro está sendo usado para o Lula ter 90% de popularidade. Há ainda o sistema tributário e a inflação, que só não está pior porque os bens duráveis estão com os preços estáveis.

Diante disso e de minha percepção sobre a REALIDADE de como está o país, seu padrão de vida, seus bolsões de miséria e pobreza, a corrupção campeando à luz do dia, onde os políticos não se preocupam nem mais em esconder, justificar ou disfarçar os desmandos e conchavos, fazem tudo às abertas, escancaradamente, desavergonhadamente e impunemente, mais uma vez comentei o "post", atentando inicialmente para o fato de que NADA mudou por nosso mérito na nossa matriz econômica.

Absolutamente nada. CONTINUAMOS sendo um país que exporta matérias-primas e importa os produtos acabados, como éramos em 1500, 1600, 1700, 1800 e 1900, quando não era o PT no governo, ENTÃO era crime exaurir nossas riquezas enquanto os estrangeiros poupavam as deles, MAS AGORA, isso virou glória, porque o PT é o responsável por esse saque ao nosso patrimônio.

Não pude deixar de comentar: " Como é engraçado ver a mudança da ótica dos Petistas quando oposição e quando governo. É algo que a mim soa mais cínico e inacreditável que a negativa do holocausto por parte do "irmão" iraniano do Lula, o Ahmadinejad.

Esse crescimento ocorre na esteira do aumento das exportações de matéria-prima pra China e Oriente Médio em geral e isso não é segredo algum, bem como advêm da "piora" do PIB da Inglaterra em face da crise. Estamos extraindo minério do solo para a China e alimento das terras a ritmo cada vez mais alucinante. Estamos desmatando nossas matas como insanos para criar carne pros russos e soja pros chineses, enquanto o velho continente refloresta e refaz suas florestas, campos, mata, flora, fauna e natureza!

O que mudou é que antes o PT bradava que éramos um país extrativista e o governo estava vendendo o país aos pedacinhos ao privilegiar a exportação de insumos básicos ao invés de agregar valor. FHC era então o grande vendilhão da nação, o mau negociante, o bobalhão do mundo que vendia minério de ferro brasileiro e comprava aço do exterior.

Hoje PT é governo e exportar matéria-prima em quantidades imensas para depois comprar o produto acabado aproveitando o real forte – que mata nossa indústria e acaba com nossa competitividade internacional-- virou motivo de júbilo, festas e auto-elogiação. Cínico, pobre, nojento.

Exaurir os recursos naturais - como a própria reportagem cita, temos ainda a Amazônia e seus minérios a explorar - até que eles se acabem não é novidade por aqui. Desde os ciclos do ouro e da borracha, por exemplo, que somos mestres em abastecer o mundo com recursos naturais a preço de banana -- principalmente no caso de recursos não renováveis--, enquanto eles preservam os deles.

Ocorre que hoje é o PT no comando, então vender nossas riquezas virou glória -- quando sob FHC era pecado mortal-- e vamos seguindo, como 6ª economia do mundo, mas 88° no ranking da educação, 69° no ranking da corrupção e 6º país mais violento do mundo, atrás apenas de El Salvador, Colômbia, Guatemala, Ilhas Virgens e Venezuela.

Alto lá! O PIB alto deveria refletir-se em BENEFÍCIOS, EDUCAÇÃO, qualidade de vida e segurança para a população, o que não acontece por aqui, refletindo o surrealismo da coisa toda.

Pior, grande parte de nossa indústria extrativista hoje está nas mãos de conglomerados internacionais ou fundos de investimentos e acompanhamos alegremente nossas riquezas naturais serem enviadas para fora enquanto não se investe na maior riqueza que uma nação pode ter que são os homens e mentes, o que se obtêm proporcionando educação, saber, cultura e formação para o povo. FUNDAMENTOS!

Uma pena. Fosse FHC o presidente o PT EXIGIRIA aos brados que esse desempenho se refletisse em mais saúde, educação, segurança e demais ações que nos tirassem de um país exportador de matéria-prima primária para uma nação desenvolvida, que agregasse valor e tecnologia aos seus manufaturados. Exigiria uma estrutura de serviços e qualidade de vida ADEQUADAS ao padrão do PIB, e não o que se vê hoje, um país rico como a Europa ou EUA no gráfico e no papel, mas com grande parte das estruturas públicas registrando no dia-a-dia indicadores africanos de qualidade e desempenho.

Como o PT agora é governo, eles comemoram (enquanto ministro após ministro vai por corrupção, o legislativo se afunda nos seus escândalos, o salário mínimo sobe 4% e dos políticos 160% e nosso crescimento fica abaixo de 3%) termos avançado de posição porque quem estava na frente caiu mais do que a gente!

Fala sério, o PT oposição que eu conheci jamais comemoraria isso! É igual eu comemorar que hoje tenho mais dinheiro na carteira para gastar que o Steve Jobs, sendo que na minha carteira tem exatamente a mesma quantidade que antes ou um pouco menos, PORÉM o outro morreu, ou seja, está bem pior. Passar a Inglaterra porque essa caiu é igual o Rubinho Barrichelo ganhar posições na corrida porque alguém parou nos BOXES. Não é algo a se comemorar, apenas registrar e olhe lá!

Ressalto que acho esse governo, assim como também achava os anteriores extremamente incompetente, inepto e ineficaz por ser incapaz de dar à população as condições de vida, segurança, saúde e educação com a qualidade que se esperaria para quem é a 6ª economia do mundo. É o "custo corrupção"?

Enfim. Escrevi, escrevi, mas sei que não mudarei sequer uma vírgula no modo de pensar dele e, por analogia, da imensa multidão de mentes-lavadas que idolatram o petismo como a maior maravilha do mundo desde que o filho de lula veio à terra há 2012 anos (ou, o filho de Deus, como sustentam os católicos, mas que dá na mesma para o Lulo-Petismo), por um simples e único motivo: Ao contrário de uma pessoa normal, que analisa os fatos, faz seu juízo de valor sobre os acontecimentos e forma uma opinião, essa gente compra a opinião oficial do partido e reverbera suas "verdades" sem um pingo de análise, de crítica ou de avaliação, mudando a mesma ao sabor das conveniências dos fazedores de cabeça.

Antes, a imprensa era aliada do PT, que vivia em lua-de-mel com a Folha e Veja porque estas "desafiavam a censura e lutavam contra a arbitrariedade", dando espaço ao PT e a Lula nas suas denúncias e luta por um Brasil melhor e mais democrático, mas quando o PT virou poder e teve seus próprios malfeitos divulgados, essa mesma imprensa virou o PIG.

Antes, a política econômica de FHC era um desastre, depois que o PT assumiu, manteve-a INTEGRALMENTE e isso virou a grande conquista do governo Lula.

FHC criou os primeiros programas de subsídios familiares, assim como os Enen da educação, CRITICADÍSSIMOS por Lula e Petistas como eleitoreiros e que se transformavam em cabresto dos eleitores – VIDE VÍDEOS COM ESSAS CRÍTICAS DE LULA NO YOUTUBE--. Mas quando eleito, Lula e o PT ampliaram esses programas e hoje REPUDIAM quem os classifique como eleitoreiros, acusando quem assim fala de "elite reacionária que quer negar direitos mínimos aos pobres". E tem gente que reverbera!

Graças ao empenho e realizações de todos os governos anteriores o Brasil chegou à estar entre as 10 economias do mundo. Nada disso vale para Lula e os petistas. Ou seja, DEZENAS de posições no ranking pacientemente CONQUISTADAS por CRESCIMENTO PRÓPRIO não tiveram valor algum. Agora, quando ganhamos uma posição apenas no ranking apenas porque o outro caiu - mas pode e vai levantar-se porque tem FUNDAMENTOS para tal --, a glória é imensa, é do PT e é magistral, sendo que certamente a fauna descerebrada vai entrar em delírio.

E, no cerne da questão, fica a indagação: o que mudou? 6º PIB, 88º lugar na educação, 69º na corrupção, 6º na violência, 24º na fome... Não tem algo errado não? PRODUTO INTERNO BRUTO não é a soma das riquezas geradas por um país?

Então, caracas, ONDE O PT ESTÁ ENFIANDO ESSAS RIQUEZAS que não estão se refletindo na melhoria da qualidade de vida da população?

Seria o caso de se perguntar: CADÊ O DINHEIRO E O RESULTADO DA APLICAÇÃO DESSAS RIQUEZAS, PRESIDENTE DIUMA? Colaboramos para o país ter a 6ª maior riqueza do mundo, mas tenho uma educação que me deixa em 88º Lugar, sou o 69º em termos de corrupção e o ranking onde estou mais perto dos primeiros colocados são os da FOME (24º) e da VIOLÊNCIA (6º mais violento)!

Tem algo errado. Pessoas RICAS usam sua riqueza para melhorar sua qualidade de vida, patrimônio e educação das suas famílias, visando preservar essa riqueza e preferencialmente gerar mais.

POR QUE países ricos então como o nosso não tem governos que usem essa riqueza para melhorar nossa sua qualidade de vida, patrimônio e educação das nossas famílias, visando preservar essa riqueza e preferencialmente gerarmos mais?

Quem responde essa pergunta? E à outra que tenho: Devo continuar a insistir nos diálogos com meu primo? Vale a pena ou é caso perdido?
Título e Texto: Marcello Talano, no blogue “Comunidade Gente Decente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-