quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Por que deletamos amigos das redes sociais?


Margarida Telles
Basta surgir uma nova rede social para as pessoas começarem a adicionar contatos aos montes: no começo os amigos mais próximos, depois a família, os colegas de trabalho, os amigos de amigos, aquele cara que você meio que acha que estudou contigo na terceira série…
O resultado é que os usuários do Facebook têm 130 contatos, em média. Um monte de gente possui centenas a mais. Mas acontece que, com frequentes mudanças no Facebook, as atualizações dos amigos ganharam mais evidência. E não sei quanto a vocês, leitores, mas a gente aqui do blog se depara de vez em quando com umas coisas desagradáveis em nossa página.
Quero fazer uma pausa na entrevista que estou transcrevendo, abro o Facebook e PAM, lá está a foto de uma pessoa morta em um acidente de carro. A Letícia decide procurar por um contato entre seus amigos e se depara com a foto de algum animal de estimação morto. Ou criança doente. As causas podem ser nobres, como conscientizar as pessoas sobre acidentes no trânsito ou maus tratos aos animais. Só que muitos não querem ter esse tipo de imagem na tela de seus computadores. A solução? Para 55% dos usuários, a saída é deletar. Pelo menos isso é o que diz uma pesquisa recente da Nielsen.
Depois dos comentários ofensivos, o principal motivo para tirar alguém de seus contatos é não conhecer aquela pessoa tão bem. Sabe quando você começa a seguir cada passo do fulano: o aniversário da sobrinha, as fotos na piscina, os comentários alegres ou tristes, e em um momento pensa “por que estou vendo isso, nem sei direito quem é esse cara?” Acho que é isso que acontece com os 41% dos usuários que excluem os amigos não tão amigos assim. A falta de interação entre o dono da conta e o ex-amigo também ocupa 20% dos “delete” na pesquisa.
Em seguida na pesquisa, o principal motivo para excluir alguém é “ele tentou me vender alguma coisa”, com 39%. Acho que o meu poder de compra deve ser baixo, porque ninguém nunca tentou me vender nada. (Ok, leitores, não tentem. Juro que excluo vocês! Rá!

E aquelas pessoas que postam coisas como “hoje o dia não poderia ser pior”, “solidão, minha grande companheira”, “acaba 2011, ano insuportável”?! Pois os comentários depressivos são motivos para 23% dos amigos deletados. Então tente superar a tristeza – ou pelo menos não espalhe a melancolia para todo o Facebook.
Em sequência na pesquisa, temos duas coisas complicadas. Os fins de relacionamentos (com 11%) e os comentários políticos (com 14%). Aposto que épocas de eleições são épocas de exclusões de amigos. Quanto aos fins de namoros, não excluí ninguém quando terminei o meu último, mas já deletei uma pessoa por amor à amiga que levou o fora. Irmandade é isso!
A última coisa interessante da pesquisa é que 6% das pessoas deletam quem atualiza muito o perfil. Facebook não é Twitter, né?
E você, por que limou seus últimos amigos? Conte pra gente. E por falar nisso, adicione o Mulher 7X7 no Facebook, hein?
Título, Imagem e Texto: Margarida Telles, revista Época, 21.12.2011

6 comentários:

  1. Sensacional a matéria. Eu deleto por falta de interação, se não tem isso porque então participar de uma rede social? Comentar e curtir é opcional, mas se eu fizer uma pergunta e não tiver resposta, eu excluo mesmo. Ninguém gosta de ficar no vácuo. É isso.

    ResponderExcluir
  2. É, Cleia, realmente não ter resposta é mau. Mas, como tudo na vida, real ou virtual, a questão principal é a Educação, ou a falta dela. ;)

    ResponderExcluir
  3. A pessoa que escreveu essa matéria não deveria participar de uma "rede social". Como a própria definição deixa clara, a intenção É a interação, a troca de informações, palavras, idéias. É onde também encontramos amigos, e caso vc adiciona quem não conhece...realmente, vc corre o risco de se aborrecer. Essa pessoa deveria ter somente o twitter, 1 blogue ou ainda, quem sabe, somente 1 diário. Com certeza não correria riscos de se aborrecer com imagens de criança doente, animais mortos e um monte de outras possibilidades. Acho até que ela nem deveria sair de casa! Assim não veria nada que fosse chato ou feio para os seus olhos.
    Teca D.

    ResponderExcluir
  4. Ah! Esqueci de dizer que vc adiciona nas redes sociais somente quem vc quer, vc não é obrigada a aceitar desconhecidos ou meio-desconhecidos, ok?
    Teca D.

    ResponderExcluir
  5. Agradeço a participação e comentários.
    A jornalista dá conta do resultado de uma pesquisa.
    Por exemplo, 6% deletam outras porque estas "atualizam demais os seu perfis", well...
    Eu penso que a pessoa com rispidez pessoal ao vivo também a demonstra no virtual.
    Ora, eu atualizo o meu status tantas vezes quanto me apetecer, ninguém é obrigado a visitá-lo.
    Não posto nada nos murais dos meus amigos, a não ser votos de feliz aniversário!

    ResponderExcluir
  6. Bem, não me pareceu que tratava-se de uma pesquisa (dela), ela menciona uma pausa durante a transcrição de uma entrevista...tratou de uma crítica (mesmo!) as redes sociais. Só não entendo como alguém que não aceita as regras de 1 rede social pode permancer na mesma. É o caso de deletar não os "amigos" mas sim o seu próprio perfil.
    Teca D.

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-