sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Após ser demitido, homem volta ao trabalho e decapita mulher nos Estados Unidos

Jovem havia se convertido recentemente ao islamismo

Um homem de 30 anos foi preso na cidade de Moore, Oklahoma, nos Estados Unidos. Alton Alexander Nolen [foto] é acusado de decapitar uma mulher e ferir outra, nesta sexta-feira (26). 



Segundo informações, Nolen tinha recentemente tentado converter colegas do trabalho ao islamismo.

O assassinato ocorreu um dia após o homem ter sido demitido da empresa chamada Vaughan Foods, do setor alimentício.

De acordo com informações, Nolen, que havia se convertido recentemente ao islamismo, estacionou seu veículo em frente à empresa e atacou a primeira pessoa que viu, Colleen Hufford, de 54 anos.

O golpe com a faca foi tão forte, que decapitou a vítima. O homem ainda atacou Traci Johnson, de 43 anos, que sofreu diversas facadas. Nolen foi atingido por disparo dos seguranças da empresa, imobilizado e levado a um hospital.

Segundo o chefe da polícia de Morre, Jeremy Lewis, Nolen não conhecia as vítimas. "Ele atacou a primeira pessoa que viu. Não havia nada de particular com as vítimas", afirmou Lewis.

As investigações ainda não descobriram o motivo da demissão. Em 2011, Nolen já havia sido preso por porte de drogas e agressão a um policial.

No entanto, a polícia afirma que não há ligação da tragédia com terrorismo islâmico.
Fonte: R7, 26-9-2014 

A polícia apressou-se em dizer que “não há ligação com terrorismo islâmico”! Tem toda a razão, tem a ver, isso sim, com, por exemplo, os pastores evangélicos… 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-