segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Fim da escuridão do túnel do tempo para os aposentados do Aerus?...

Valdemar Habitzreuter
Sabe-se que a Varig – num estol que a fez mergulhar no caos da destruição – foi alvo dos mais vis golpes baixos do governo, notadamente do PT. Em conseqüência, seus funcionários e aposentados do Aerus foram tragados pela escuridão do túnel do tempo. Um túnel que não se mede pela extensão, e sim pela intensão (com s), ou intensidade de sua escuridão, desde 2006, que rasga a alma dos ex-trabalhadores por tamanha maldade que os atingiu.

As reações, desde então, foram de revolta pelas injustiças perpetradas a milhares de pessoas; milhares delas perderam seus empregos; milhares aposentadas do Aerus ficaram com seus proventos drasticamente reduzidos, com previsão para a completa extinção.

Com pesar, o túnel do tempo deixou para trás muitas dessas pessoas que nunca mais verão alguma luz, e os velhinhos e velhinhas que ainda se apegam nas paredes do tempo têm esperança por aquela luzinha que lhes possa dar ainda algum alívio por uma vida mais aprazível. Esta luzinha deixou-se vislumbrar com a publicação do acórdão da ‘defasagem tarifária’ no dia 18 de setembro. Mas o túnel ainda se encontra na escuridão e a luzinha distante.

Se esta luz de esperança está despontando devemos isso a muitos de abnegados ex-trabalhadores que se dedicaram de corpo e alma na luta pela reconquista dos direitos perdidos e usurpados pelo governo. Eu poderia citar muitos nomes que se destacaram nesta empreitada, mas abstenho-me de fazê-lo para não incorrer em erro de esquecer alguém.

Sem dúvida, a pessoa que passa a ser o nosso ícone nesta luta que desferiu o golpe certeiro para que se acendesse a luz da esperança foi a ministra juíza do STF, Cármen Lúcia, relatora do processo da defasagem tarifária. Seus argumentos em prol da extinta Varig foram convincentes e levou a maioria dos ministros a votarem a favor. Foi através dela que nós, ex-trabalhadores e aposentados do Aerus, pudemos nos movimentar e partir para a luta pelo cumprimento da sentença judiciária. Oxalá que esta luzinha que está despontando no fim do túnel venha ao nosso encontro o mais rápido possível e dissipe a escuridão que nos envolve.
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 22-9-2014
   
Relacionados:

2 comentários:

  1. Parabéns pela sua garra contínua
    Temos que continuar, pois foi através desta maneira que já conseguimos alguma coisa
    Nós vamos continuar custe o que custar e vamos vencer
    José Manuel

    ResponderExcluir
  2. Kirido Habitzreuter, seus excelentes textos sempre vem com uma luz, fazendo que a leitura seja melhor entendida. É a sua luz. Grande abraço do Jonathas Filho.

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-