sexta-feira, 7 de maio de 2021

Caio Coppolla vs Rodrigo Pacheco no STF

FUI PRO PAU NO STF CONTRA A CENSURA bancada com dinheiro público pelo Presidente do Senado, sr. Rodrigo Pacheco. Acabo de impetrar um Mandado de Segurança no Supremo para garantir nosso direito constitucional de liberdade de expressão e de acesso à informação: ao bloquear suas redes sociais OFICIAIS pra evitar críticas e cobranças da opinião pública, o Senador Rodrigo Pacheco está discriminando e censurando o povo brasileiro.

Se você concorda que a “PRAÇA (VIRTUAL) É DO POVO” e que a Justiça deve obrigar o Senador Pacheco a superar sua COVARDIA POLÍTICA, eu peço que você me ajude de duas formas:

👉🏼 COMPARTILHE ESTE VÍDEO (e, se possível, mande o link nos seus grupos de WhatsApp!);

👉🏼 MARQUE NOS COMENTÁRIOS uma pessoa querida que seja ESTUDANTE OU PROFISSIONAL DO DIREITO (advogados, promotores, juízes, defensores públicos, delegados...). Eu também quero saber a opinião deles sobre a tese jurídica que eu defendo neste vídeo e que está embasada em votos recentes da Ministra Cármen Lúcia sobre atos de censura por autoridades públicas.

Críticas são mais que bem-vindas! Acredito que essa seja uma causa mais importante do que parece, especialmente considerando que teremos ELEIÇÕES NO ANO QUE VEM... você quer que um Governador, Senador ou Deputado possa te bloquear quando for criticado (ou fechar suas redes sociais, blindando seu “curral eleitoral” de influência externa)?

🤔 Muito obrigado ao dr. Paulo Faria por me ajudar nesta luta justa – com apoio, é mais fácil não perder as esperanças no Brasil 🙏🏼🇧🇷

Segue UM RESUMÃO DO VÍDEO:

* A Imprensa Militante e o BONDE DO IMPEACHMENT estão tão ocupados em derrubar o Presidente a 18 meses da eleição (e em legitimar uma CPI presidida pelo Renan Calheiros!), que ABANDONARAM A POPULAÇÃO, vítima de agressões diárias às suas liberdades individuais, das ruas à Internet;

* Como o jornalismo quase não noticia fatos alheios à narrativa da vez e como as Associações/ONGs/Sindicatos dos Profissionais de Mídia não fizeram nada a respeito, decidi eu mesmo impetrar um Mandado de Segurança contra VIOLAÇÕES PRATICADAS PELO SENADOR PACHECO À LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO, AO MARCO CIVIL DA INTERNET E À CONSTITUIÇÃO FEDERAL;

* Por conexão e prevenção, a Ministra Relatora deve (tem que!) ser a dra. Cármen Lúcia, aquela do “CALA A BOCA JÁ MORREU”, que votou recentemente pra que o Presidente Bolsonaro desbloqueasse um jornalista petista na sua conta de Twitter;

* Nosso Mandado de Segurança é fundamentado neste voto da Ministra, que argumenta que a rede social utilizada com finalidade pública se torna OFICIAL e, portanto, sujeita às garantias coletivas da Constituição e aos princípios da administração pública, como a impessoalidade e a publicidade.

Além disso, eu ofereço provas ao juízo de que AS REDES SOCIAIS DO SENADOR PACHECO SÃO GERENCIADAS POR FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS PAGOS COM VERBA PÚBLICA – logo, “revestidas de oficialidade”; * Na peça, pedimos análise pelo Plenário do Supremo e REPERCUSSÃO GERAL da decisão, para que NENHUMA AUTORIDADE POSSA BLOQUEAR USUÁRIOS OU CENSURAR SEUS COMENTÁRIOS EM AMBIENTE VIRTUAL (nunca mais).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-