quarta-feira, 20 de abril de 2022

Brasil é contra sanções e expulsão da Rússia do FMI, diz Guedes

O ministro da Economia também defendeu a entrada do país na OCDE

O ministro da Economia, Paulo Guedes [foto], disse nesta terça-feira, 19, que o Brasil é contra a expulsão da Rússia do Fórum Econômico Mundial (FMI) por causa da guerra na Ucrânia. O ministro também afirmou que “o FMI deve revisar, para cima, a projeção de crescimento do Brasil”.

Em evento do Center for Strategic and International Studies (CSIS), durante viagem aos Estados Unidos, Guedes disse que o Brasil é a favor da construção de pontes de diálogo para convencer a Rússia a encerrar o conflito, acabando também com as sanções econômicas.

O ministro justificou que a Constituição brasileira não permite que o país apoie sanções que não tenham sido decididas pela Organização das Nações Unidas (ONU).

“Nós somos contra a guerra e contra as consequências econômicas da guerra, que são as sanções”, disse.

Guedes afirmou que a visita do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao presidente russo Vladimir Putin, dias antes do início da guerra, foi feita “em momento apropriado”, mas ponderou que o Brasil votou em reuniões da ONU para condenar a Rússia.

“O Brasil disse claramente não à guerra”, afirmou.

Ele complementou afirmando que a expulsão da Rússia agravaria o quadro de crise econômica. “A única razão pela qual devo preservar a ponte (com a Rússia) é para convencê-los a cessar fogo. Se você os expulsa, você está estimulando a guerra econômica”, disse.

OCDE

O ministro ainda disse que chegou o momento de o Brasil ser aceito como membro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), além de defender a formalização do acordo entre União Europeia e Mercosul. Para ele, o Brasil é parte da solução para demandas energéticas e alimentares do mundo.

“Se não fizermos algo agora, o acordo com União Europeia e a entrada na OCDE, estamos sendo empurrados em outra direção, temos outras opções, estamos vendendo mais para o Oriente Médio, Sudeste Asiático, China”, afirmou.

Título e Texto: Redação, Revista Oeste, 19-4-2022, 22h20

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-