sábado, 9 de novembro de 2019

[Livros & Leituras] Lançamento de “Um Século de Escombros”

Aconteceu na passada quarta-feira, 6 de novembro de 2019, na Livraria Leya-Buchholz.


A (belíssima) apresentação do livro coube a Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças, de 2013 a 2015. Uma excelente aula de política contemporânea! Merecia ter sido gravada. Tive a oportunidade de o dizer pessoalmente.


Depois, foi a vez do autor tecer algumas considerações.
Aí, ao chegar aos ‘agradecimentos’ não é que o autor desanda a elogiar e agradecer ao nosso blogue pelo empenho na promoção do seu excelente livro.
Na plateia: Pedro Passos Coelho, (ex-primeiro-ministro de Portugal, entre 2011 e 2015, ano em que, apesar de tudo, venceu as eleições legislativas.), Cristina Miranda, blogueira do Blasfémias, muitas vezes aqui publicada, o ministro conselheiro da Embaixada do Brasil e outras personalidades que não soube identificar.

Depois do encômio do professor Gabriel Mithá Ribeiro, três presentes me abordaram gentilmente, com os quais troquei algumas palavras sobre a política em Portugal e no Brasil.

Antes de sair (noite chuvosa, desconfortável, eu com fome) cavei a oportunidade de falar com o meu vizinho Pedro Passos Coelho. Comecei citando o nosso primeiro encontro, num concerto no Coliseu em homenagem a Cesária Évora (“Faz alguns anos”, comentou.);

externei a minha admiração que tenho por ele (não esquecendo de lembrar o veneno ofídico do atual presidente do PSD, que passou quatro anos a criticá-lo, sempre que um microfone lhe era estendido);

e a conversa foi concluída com o convite dele para quando nos (re)encontramos em Massamá, algo como: “se nos encontrarmos, me fale.”

Ah, e o livro? O livro é excelente. Já o disse aqui.

O livro está ‘queimando’? Pelo que vi, e comparando com outras sessões de lançamento/autógrafos a que estive presente, está sim, não tenho dúvidas. Se fosse um livro valorizando, sei lá!, a gaguez, o sexo pedófilo, a miséria da Venezuela... muito provavelmente contaria com o triplo de presentes. Todos muito alegres, se é que me entendem.

Mais uma vez agradeço a generosidade do autor em citar o nosso blogue.

E desejo, de coração, a explosão de leitura que “Um Século de Escombros” merece!



Anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-