sábado, 9 de novembro de 2019

[Livros & Leituras] Lançamento de “Um Século de Escombros”

Aconteceu na passada quarta-feira, 6 de novembro de 2019, na Livraria Leya-Buchholz.


A (belíssima) apresentação do livro coube a Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças, de 2013 a 2015. Uma excelente aula de política contemporânea! Merecia ter sido gravada. Tive a oportunidade de o dizer pessoalmente.


Depois, foi a vez do autor tecer algumas considerações.
Aí, ao chegar aos ‘agradecimentos’ não é que o autor desanda a elogiar e agradecer ao nosso blogue pelo empenho na promoção do seu excelente livro.
Na plateia: Pedro Passos Coelho, (ex-primeiro-ministro de Portugal, entre 2011 e 2015, ano em que, apesar de tudo, venceu as eleições legislativas.), Cristina Miranda, blogueira do Blasfémias, muitas vezes aqui publicada, o ministro conselheiro da Embaixada do Brasil e outras personalidades que não soube identificar.

Depois do encômio do professor Gabriel Mithá Ribeiro, três presentes me abordaram gentilmente, com os quais troquei algumas palavras sobre a política em Portugal e no Brasil.

Antes de sair (noite chuvosa, desconfortável, eu com fome) cavei a oportunidade de falar com o meu vizinho Pedro Passos Coelho. Comecei citando o nosso primeiro encontro, num concerto no Coliseu em homenagem a Cesária Évora (“Faz alguns anos”, comentou.);

externei a minha admiração que tenho por ele (não esquecendo de lembrar o veneno ofídico do atual presidente do PSD, que passou quatro anos a criticá-lo, sempre que um microfone lhe era estendido);

e a conversa foi concluída com o convite dele para quando nos (re)encontramos em Massamá, algo como: “se nos encontrarmos, me fale.”

Ah, e o livro? O livro é excelente. Já o disse aqui.

O livro está ‘queimando’? Pelo que vi, e comparando com outras sessões de lançamento/autógrafos a que estive presente, está sim, não tenho dúvidas. Se fosse um livro valorizando, sei lá!, a gaguez, o sexo pedófilo, a miséria da Venezuela... muito provavelmente contaria com o triplo de presentes. Todos muito alegres, se é que me entendem.

Mais uma vez agradeço a generosidade do autor em citar o nosso blogue.

E desejo, de coração, a explosão de leitura que “Um Século de Escombros” merece!



Anteriores:

Um comentário:

  1. Se for "esquerdista" odiará e invejará (sentimentos genéticos) este livro.
    Se não for, compre-o, fa-lo-á perceber o quão acertada é a primeira frase deste breve comentário.
    Boa leitura!

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-