quinta-feira, 21 de maio de 2020

[Atualidade em xeque] Os tamancos pandêmicos

José Manuel

É apenas um alerta aos mais chegados para que tomem cuidado com os terraplenos sabichões da hora deste Brasil varonil.

Graças a Deus voei na melhor empresa do planeta por 32 anos e 25 mil horas dentro de uma câmara pressurizada, que os espertos terraplanistas chamam de avião. Não precisava escrever,
mas foi nas asas da VARIG, com letra maiúscula que eu e grande parte dos que me leem neste momento, adquiriram por força de um ambiente hostil, uma sinusite crônica ou uma rinite alérgica infernal.

Então, sofro com as duas há muitos anos desde a época laboral até aos dias de hoje.

A cada seis meses sou acometido por essas pragas e, como pago um plano de saúde  de 5 mil reais, não fico esperando ter vaga numa consulta médica, indo direto a um hospital da rede particular onde em emergência sempre fui bem atendido e uma receita de antibióticos  ou antialérgicos mais um raio X me retornam à normalidade da vida.

Pois bem, hoje, severamente acometido pelas duas fiz exatamente o procedimento de anos e anos.

Pontualmente às 10h adentrei ao suntuoso hospital, talvez o melhor de Niterói para fazer a primeira triagem de pressão, pulso e febre como o protocolo sugere.

PRESTEM ATENÇÃO:

EU: Bom dia, gostaria de ser atendido pois estou com uma sinusite muito forte.

ENFERMEIRO: o senhor está com problemas respiratórios e tem que se dirigir à unidade especial de pandemia!

(Os tamancos começaram a crescer!)

EU: não, a senhora não entendeu... não tenho febre, tosse, espirros e respiro normalmente...

ENFERMEIRA....o senhor tem problemas respiratórios...

(Os tamancos ficaram enormes e prontos para voar)

EU: interessante... frequentei por 32 anos o Centro de Medicina Aeroespacial da Aeronáutica e, mesmo às vezes com sinusite, NUNCA UM MÉDICO MILITAR ME DISSE QUE EU ESTAVA COM PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS, MAS A SENHORA COLOCA UM CARTAZ NO MEU PESCOÇO ESCRITO COVID-19?!

Claro que os tamancos começaram a querer se deslocar, mas no grito consegui que ela baixasse a sua petulância e me orientasse à triagem e respectivo encaminhamento médico no qual, como sempre, um antibiótico foi receitado.

Comentei com o meu filho que se aquilo ocorreu em um hospital particular e de primeira, o que não deve estar ocorrendo-nos da rede do SUS, em que talvez com uma blenorragia, caspa ou mau hálito fosse entubado e possivelmente não estaria escrevendo este alerta a todos.
CUIDADO COM OS EXPERTOS DE PLANTÃO E GRITE... GRITE SEMPRE, pois ao que tudo leva a crer, agora, hoje, só existe uma doença na humanidade.!

As outras foram todas completamente erradicadas!!
Título e Texto: José Manuel, 21-5-2020

Relacionados:

Anteriores:

2 comentários:

  1. Bom dia.
    Excelente escrito, esparramei.
    Moletta

    ResponderExcluir
  2. Eu infelizmente sou plano 1, com 33 anos, 27000 horas de voo, sem plano de saúde, optei por ter um para meu filho que vai ter que fazer cirurgia de tumor na tireoide. Seja o que a natureza me reserva, está de bom tamanho.
    Dia 27 faço 37 anos de casado, uma coisa que apostaram que não conseguiria, por causa de meu gênio genioso. Aliás gênio era meu apelido de escola.
    Se fizesse um plano de saúde para mim morreria de fome.
    Não tive sequelas nenhuma do voo. Comprei o protocolo e tenho em casa para a família.
    Não acredito em deus, nem céu, nem inferno e não tenho medo da morte, sei do meu destino.
    Sou hedonista faço tudo que me deixa feliz.
    Tenho diabetes tipo II e o que me irrita é tratamentos para ela, que são todos falcatruas, A moda é remédio para picadura depois dos 70, só existe um pau de silicone.
    fui...

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-