sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Circulando há 52 anos, táxi em Niterói é considerado o mais antigo do Brasil

Carro é um VW-1600 do ano 1969 e pertence a Edson Monteiro de Araújo; não há relatos de um táxi ainda em operação que seja tão longevo

Raphael Fernandes

Quem anda por Niterói, charmosa cidade da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, já deve ter visto rodando pela região, ao menos uma vez, um táxi um pouco diferente do que estamos acostumados.

Trata-se de um VW-1600, modelo lançado pela Volkswagen em 1968 e que era apelidado de ”Fusca de 4 portas”. Ele pertence a Edson Monteiro de Araújo e, embora não haja uma confirmação 100% oficial, possivelmente é o táxi mais antigo ainda em circulação no Brasil.

De acordo com reportagem do site especializado em carros ”Motor1”, Edson ganhou o veículo de presente em 1969, à época 0km, e, desde então, circula com ele pelas ruas de Niterói. Em relação à quilometragem rodada, estima-se que seja entre 2,5 e 3,5 milhões.

Outro detalhe relevante a ser citado é que, apesar de estar em circulação há mais de 50 anos, o carro é bastante silencioso. Além disso, a manutenção do veículo fica a cargo do próprio Edson – e está em dia, vale ressaltar. 

Para Luiz Almeida, colunista automotivo do DIÁRIO DO RIO, a nostalgia sobrepondo a modernidade torna a situação fantástica. Ele ainda lembra de um caso similar que acontece na capital fluminense.

”Sensacional a história da dupla veículo e motorista. Mostra que, mesmo com carros e tecnologias cada vez mais modernas, a simplicidade tem seu lugar. E não podemos esquecer que ainda hoje, na região da Usina e Tijuca, um fusca táxi ainda circula diariamente”, disse.

Se você ainda não foi a Niterói, ou se já esteve no local mas nunca andou de táxi por lá, a boa é procurar o senhor Edson e fazer um passeio pela cidade a bordo do seu lendário ”Fusca de 4 portas”. Certamente valerá a pena!

Título e Texto: Raphael Fernandes, Diário do Rio, 14-10-2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-