segunda-feira, 7 de fevereiro de 2022

“Liverpool, Manchester City e FC Porto jogam o melhor futebol da Europa”

Arrigo Sacchi, antigo selecionador de Itália, campeão europeu com o Milan, teceu rasgado elogio ao futebol que está a ser praticado pelo FC Porto, colocando a equipa orientada por Sérgio Conceição ao lado de Liverpool e Manchester City.

Em entrevista ao jornal La Gazzetta dello Sport, a propósito do dérbi de Milão, realizado no passado sábado, Sacchi foi confrontado sobre os treinadores das equipas (Simone Inzaghi e Stefano Pioli).

«São dois bons treinadores, têm de acreditar ainda mais no que fazem e no seu próprio jogo. Precisam de mais convicção para dar estilo à equipa. Veja-se o Liverpool, o Manchester City mas também o FC Porto, as equipas que estão a exprimir o melhor futebol da Europa», afirmou.

São dois bons treinadores, têm de acreditar ainda mais no que fazem e no seu próprio jogo. Mais convicção é necessária para estilizar a equipe. Veja o Liverpool, o City, mas também o Porto, ou seja, as equipas que estão a exprimir o melhor futebol da Europa», disse.

Título, Imagem e Texto: A Bola, 7-2-2022, 12h19

Um comentário:

  1. Qualidade e atitude que fazem esquecer a juventude

    FC Porto bateu o Arouca por 2-0 com um golo de Vitinha e outro de Mbemba, assistido por Fábio Vieira

    Após uma primeira parte de grande dificuldade face à muralha defensiva montada pela formação caseira, o FC Porto saiu com os três pontos de Arouca devido a uma entrada de rompante no segundo tempo, com dois nomes em especial destaque: Vitinha e Fábio Vieira. Se o primeiro abriu o marcador com um golo de fazer levantar o estádio, o segundo assistiu de forma primorosa Mbemba para o segundo dos portistas.

    Numa primeira parte em que se viram poucas oportunidades de golo, todos os lances de maior perigo pertenceram ao FC Porto. Aos 12 minutos, após uma bola pelo ar de Evanilson e uma pressão de Otávio sobre a defensiva adversária, Fábio Vieira tentou um “vólei” que passou perto do poste direito da baliza defendida por Victor Braga. Os Dragões chegaram mesmo ao golo seis minutos depois, mas este foi anulado devido a um fora de jogo de cinco centímetros assinalado a Zaidu: Fábio Vieira desmarcou o lateral nigeriano, que cruzou com critério para Evanilson encostar.

    Os azuis e brancos, sempre em busca do golo, procuravam furar a muralha arouquense e Otávio, numa jogada individual junto à linha, tirou os oponentes da frente e passou a Evanilson, que não conseguiu desviar o esférico do corpo de um dos defesas. Após o ressalto, houve um choque entre Grujic e Kouassi na área, mas Hélder Malheiro mandou seguir a partida. No ataque portista seguinte, a decisão do árbitro da Associação de Futebol de Lisboa foi idêntica quando a bola bateu no braço aberto de Quaresma na área, após este ter falhado o corte com o pé. O nulo mantinha-se ao intervalo e adivinhava-se uma tarefa difícil para o segundo tempo, tal como tinha previsto Sérgio Conceição na antevisão ao encontro.

    A entrada na etapa complementar foi de grande nível por parte da equipa portista e essa atitude no regresso dos balneários fez a diferença no destino final do embate. Aos 53 minutos, Fábio Vieira arrancou no meio-campo e deixou para Vitinha que, do “meio da rua”, rematou com grande potência e efeito para o fundo das redes do Arouca. O minuto de 54 foi de estreia para Galeno que, pouco depois de entrar em campo, viu Mbemba ampliar a vantagem azul e branca no placar (56m): no que foi um livre estudado, Fábio Vieira tocou curto para Otávio, que devolveu ao 50 portista e este cruzou para o central congolês que, ao segundo poste, atirou a contar e levou os muitos adeptos portistas presentes no Municipal de Arouca ao delírio.

    Aos 77 minutos, foi a vez de Eustaquio se estrear de Dragão ao peito, um momento que coincidiu com outro menos feliz: Diogo Costa saiu-se a uma bola pelo ar e caiu desamparado, tendo de ser substituído por Marchesín na baliza azul e branca. Até ao final do encontro, Evanilson – isolado por Taremi – não conseguiu ultrapassar o guardião do Arouca, tendo-se o resultado mantido em 2-0. Os três pontos seguiram para a Invicta e o FC Porto fica, à condição, com nove pontos de vantagem sobre o segundo classificado.

    FC Porto, 6 de fevereiro de 2022, 20h07

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-