quinta-feira, 7 de abril de 2022

IBGE reduz previsão, mas Brasil deve ter safra recorde de grãos

Produção terá 5,7 milhões de toneladas a mais que em 2021

Vitor Abdala

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) reduziu sua estimativa para a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas neste ano. Segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado em março, a estimativa é que o país feche 2022 com uma safra de 258,9 milhões de toneladas, 1% abaixo (ou 2,7 milhões de toneladas a menos) que o volume previsto na pesquisa de fevereiro.

Foto: Wenderson Araujo/CNA/Trilux

Mesmo com a redução da previsão de um mês para outro, o Brasil ainda deve ter safra recorde este ano, com uma produção 2,3% acima (ou 5,7 milhões de toneladas a mais) que no ano passado, de acordo com o IBGE.

O recorde anterior havia ocorrido em 2020, quando foram produzidos 255,4 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas.

Estimativas

A redução da previsão de fevereiro para março foi puxada pelas quedas nas estimativas de produção da soja (-5,6%), da primeira safra de milho (-3,8%), da uva (-9,5%) e do tomate (-1,9%).

Apesar disso, nesse período houve melhoras nas estimativas de safra da segunda safra do milho (4,9%), algodão herbáceo (3,7%), feijão (3%), aveia (3,3%), sorgo (0,5%) e trigo (9,6%). O arroz teve uma leve variação de -0,1%.

A área a ser colhida em 2022 deve chegar a 71,8 milhões de hectares, segundo a pesquisa de março, 0,8% acima da prevista em fevereiro e 4,7% acima da registrada no ano passado.

Título e Texto: Vitor Abdala; Edição: Kleber SampaioAgência Brasil, 7-4-2022, 9h46 

Relacionados: 
Produção agrícola deve atingir 269,3 milhões de toneladas, diz Conab 
A nota à imprensa do aluno humilhado 
A Escola ‘Avenues’ e o conto do vigário
Professor humilha aluno em escola de São Paulo
Professores da FGV apoiam professor que humilhou aluno em escola de São Paulo
Professor que humilhou aluno em escola de SP não tem diploma de Harvard

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-