segunda-feira, 11 de abril de 2022

“Temos cinco finais pela frente e nada está decidido”

Sérgio Conceição diz que o FC Porto tem de estar “sempre alerta e muito desconfiado” na reta final do campeonato

O FC Porto bateu neste domingo o Vitória de Guimarães (1-0), no Estádio D. Afonso Henriques, e aumentou para 57 o número de jogos sem perder no campeonato, registo que passa a ser o novo recorde nacional. Após o difícil encontro da 29.ª jornada, Sérgio Conceição sublinhou que nada está ganho e que ainda há muito para jogar: “Estamos felizes pelo nosso percurso até agora, mas ainda não acabou e falta o mais difícil, que é a parte final. Os verdadeiros campeões são aqueles que continuam a trabalhar no máximo e focados ao máximo nos melhores momentos. Isso vê-se diariamente nos treinos. Não temos nada ganho”.

Pepe, foto: Manuel Fernando Araújo/Lusa

O filme do jogo

“Tenho que realçar, logo na entrada do jogo, a oportunidade do Pepê, entre outras, em que podíamos ter feito melhor. Somos uma equipa muito consistente no processo defensivo e muito perigosa no processo ofensivo. São duas equipas competitivas e sabíamos da qualidade do Vitória de Guimarães, tal como o ambiente que íamos encontrar. O contexto era difícil, mas fomos uns justíssimos vencedores. Criámos várias ocasiões claras de golo na primeira parte e na segunda foi a mesma coisa. Se fôssemos mais eficazes, não teria acontecido aquele forcing final do Vitória de Guimarães. Não me lembro de uma grande oportunidade deles, o que diz muito da nossa organização defensiva. Todos os jogadores cumpriram a sua missão.”

O regresso a Guimarães 

“É sempre um gosto voltar a este estádio e traz-me sempre belíssimas recordações. Quem gosta de futebol, gosta destes ambientes.”

Seis pontos de vantagem a cinco jornadas do fim

“Estou sempre alerta e muito desconfiado. É nestes momentos que as equipas se distraem e os dissabores acontecem. Temos de estar desconfiados e alerta e vamos preparar bem o próximo jogo, que é em nossa casa. Estamos muito focados e muito concentrados em fazer o melhor. Temos cinco finais pela frente e nada está decidido. Estamos felizes pelo nosso percurso até agora, mas ainda não acabou e falta o mais difícil, que é a parte final. Os verdadeiros campeões são aqueles que continuam a trabalhar no máximo e focados ao máximo nos melhores momentos. Isso vê-se diariamente nos treinos. Não temos nada ganho.” 

O recorde de invencibilidade 

“Vale o que vale. Se não conseguirmos títulos no fim da época, não estou a ver os adeptos a festejarem o recorde do Sérgio Conceição nos Aliados. Eles querem festejar títulos como eu. Espero que este recorde nos permita conseguir dois troféus que muito ambicionamos. Não sou de gelo e percebo que são números muito interessantes e resultam do trabalho de muita gente. Somos uma equipa muito competitiva e muito capaz. Foi graças ao bom desempenho da equipa que conseguimos sair do fair-play financeiro.”

Título e Texto: FC Porto, 10-4-2022, 20h52

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-