quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

Muda o dia, a história é a mesma

Desta vez, à segunda vez na Pedreira, não bastou uma expulsão para impedir o FC Porto de ganhar. Desta vez, foi preciso duas para o Braga poder empatar (1-1). E fê-lo 12 minutos para lá dos 90, num jogo - o da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal - que os Dragões disputaram em inferioridade numérica durante mais de meia hora, depois de uma expulsão absurda de Luis Díaz, severamente penalizado pela lesão grave e fortuita de David Carmo num lance em que não cometeu qualquer falta.

No final, na sala de imprensa, Jorge Nuno Pinto da Costa, disse “basta”, apelou “à serenidade”, apontou erros à arbitragem e, em particular, ao videoárbitro Hugo Miguel, observou que Matheus Uribe não deveria ter saído sozinho do relvado quando viu o cartão vermelho e terminou com um pedido, na impossibilidade de apelar ao Governo, porque - disse o presidente do FC Porto – “o secretário de Estado do Desporto ou morreu ou desertou”. “Não provoquem mais nem brinquem mais com o esforço dos jogadores, dos treinadores e dos adeptos do FC Porto”, insistiu.
 
Porque Luís Godinho e Hugo Miguel brincaram com o futebol, Mehdi Taremi, o avançado iraniano que é capa da mais recente edição da Dragões e marcou o quinto golo em cinco jogos da Taça de Portugal na execução perfeita de um chapéu sobre Matheus, ficou forçosamente para o fim, afastado dos holofotes pelos disparates de arbitragem que atenuaram o desconforto do Braga para o reencontro no Dragão, por ocasião da segunda mão.

A expulsão de Luis Díaz, que deixou o relvado num pranto, ajudou-nos a perceber ainda que, ao contrário do que aconteceu no Jamor, quando Kritsyuk cometeu falta dentro da área sobre Nanu (num choque que também conduziu o jogador do FC Porto ao hospital), lances do género não justificam juízo de intenções ou não exigem critério, porque em Oeiras não houve expulsão. Nem penálti.  

Depois da Polónia, a Hungria. E lá, onde hoje defronta o Pick Szeged, o objetivo é “lutar pelo FC Porto”. O projeto da nossa equipa de andebol, que disputa o segundo jogo da exigente Liga dos Campeões no curto espaço de três dias, é assumido num misto de simplicidade e ambição por Leonel Fernandes, que se mostra seguro da qualidade do adversário e determinado a superar a fase de grupos da competição. O encontro tem transmissão em direto na FC Porto TV e no Porto Canal a partir das 17h45.
 
A SAD do FC Porto apresentou e comunicou ontem à CMVM os resultados consolidados do primeiro semestre da época, ao longo do qual alcançou um resultado líquido positivo de mais de 34 milhões de euros, apesar do impacto adverso da pandemia. Em entrevista ao jornal O Jogo, o administrador Fernando Gomes projetou o cumprimento integral do acordo com a UEFA, dado que permitirá a saída do fair-play financeiro a 30 de junho.

Texto: Dragões Diário, 11-2-2021

Diamantino Miranda e Paulo Futre envolveram-se numa acalorada discussão no decorrer do programa Liga D'Ouro, da CMTV, na sequência da declaração do primeiro sobre o lance de Luis Díaz, que foi expulso no Sp. Braga-FC Porto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-