terça-feira, 16 de março de 2021

Queiroga diz que política é do governo Bolsonaro, não do ministro

Ministro indicado está reunido com o Eduardo Pazuello

Karine Melo

Ao chegar para a primeira reunião no Ministério da Saúde na manhã desta terça-feira (16), o ministro indicado para a pasta, o médico cardiologista, Marcelo Queiroga [foto], disse que vai executar a política definida pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.

Foto: Geraldo Magela

"O governo está trabalhando. As políticas públicas estão sendo colocadas em prática. O ministro Pazuello anunciou todo o cronograma da vacinação. A política é do governo Bolsonaro. A política não é do ministro da Saúde. O ministro da Saúde executa a política do governo. O ministro Pazuello tem trabalhado arduamente para melhorar as condições sanitárias do Brasil e eu fui convocado pelo presidente Bolsonaro para dar continuidade a esse trabalho", disse Queiroga.

Queiroga está reunido com Pazuello e ainda não teve sua nomeação publicada no Diário Oficial da União. Segundo o presidente Jair Bolsonaro, a transição deve durar cerca de duas semanas.

Título e Texto: Karine Melo; Edição: Fernando FragaAgência Brasil, 16-3-2021, 11h07

Que caráter! Gostei muito! Que diferença abissal para um ex-ministro desta pasta que anda por aí, que nem alma penada, falando mal do presidente Jair Bolsonaro. E só.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-