quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Depois de virar investigado, presidente do CFM critica CPI e defende autonomia médica

Mauro Ribeiro destaca que comissão optou por não ouvi-lo

Afonso Marangoni

O presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro Ribeiro [foto], divulgou uma nota criticando a CPI da Covid que o tornou investigado nesta quarta-feira, 6. “Esta decisão não causa surpresa, diante da narrativa falaciosa adotada pela CPI ao longo de sua existência, transformando a comissão num palco midiático para embates políticos e ideológicos”.

“Eu – assim como o CFM – mantenho firme minhas convicções em favor da autonomia do médico e do paciente, princípio milenar hipocrático que é pilar da prática da medicina, o qual deve ser defendido – hoje e sempre – sob qualquer circunstância”, afirma.

Título e Texto: Afonso Marangoni, revista OESTE, 6-10-2021, 20h18

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-