domingo, 17 de outubro de 2021

Sistema de pagamento transforma o metrô de Moscou numa armadilha para dissidentes

Reconhecimento facial já levou à prisão de doze oposicionistas

Dagomir Marquezi

Os usuários do metrô de Moscou não precisam mais de ticket para entrar nas 241 estações da capital. Um sistema de reconhecimento facial libera automaticamente a entrada na plataforma de embarque.

Ou não. As 200 mil câmeras instaladas já facilitaram a prisão de pelo menos 12 manifestantes a favor do líder de oposição, Alexander Navalny durante a saída de uma passeata. O sistema chamado Face Pay está sendo criticado por organizações de direitos humanos por causa da ausência de leis que protejam a privacidade de usuários.

“Dizem que essas câmeras estão instaladas para nossa segurança”, declarou a política Alyona Popova, de oposição ao presidente Vladimir Putin, ao jornal The Times. “Mas eles estão construindo realmente uma base de dados que identifica com quem você fala e por quanto tempo. Seu círculo social inteiro é identificado. Está sendo usado principalmente para propósitos políticos contra dissidentes”. O vice-prefeito de Moscou, Maxim Liksutov, negou as acusações.

Título e Texto: Dagomir Marquezi, revista OESTE, 17-10-2021, 8h15

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-