domingo, 29 de novembro de 2020

TSE mantém protocolos sanitários no segundo turno

Uso de máscara é obrigatório e identificação biométrica está suspensa

Rocinha, Rio de Janeiro, foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Agência Brasil 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mantém hoje (29), no segundo turno das eleições municipais em 57 municípios, os mesmos protocolos de segurança sanitária para evitar aglomerações e a disseminação do novo coronavírus nas seções eleitorais. Mais de 38 milhões de eleitores estão aptos a votar neste domingo (29). Ao todo, são 18 capitais estaduais e outras 49 cidades que têm mais de 200 mil eleitores e onde nenhum dos dois candidatos agora na disputa obteve a maioria absoluta dos votos válidos (50% + 1) para se eleger em primeiro turno.  

Entre as principais orientações a serem observadas pelos eleitores está o uso obrigatório de máscara, que deve ser utilizada desde o momento em que o eleitor sair de casa até o seu retorno após votar. O uso de máscara facial é obrigatório para que o eleitor possa entrar e permanecer na seção eleitoral. A medida também vale para os mesários, que, além das máscaras, deverão utilizar face shields (protetores faciais). Caso o eleitor se dirija à seção eleitoral sem usar máscara e insista em descumprir o protocolo sanitário, ele poderá ser impedido de entrar. 

Antes e depois de votar, o eleitor deverá higienizar as mãos com álcool em gel, que estará disponível em cada seção. Enquanto estiver na seção, ele deverá também respeitar o distanciamento entre uma pessoa e outra, definido pelos marcadores adesivos que estarão no chão. Outra recomendação é para que cada eleitor leve sua própria caneta para assinar a ficha de comparecimento. A identificação biométrica permanece suspensa. O TSE recomenda que os eleitores ou mesários que apresentarem sintomas ou que testarem positivo para covid-19 nos 14 dias anteriores ao dia de votação, permaneçam em casa e justifiquem a ausência posteriormente. 

Os protocolos inseridos no Plano de Segurança Sanitária para as Eleições Municipais de 2020 foram elaborados por uma consultoria gratuita formada por especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e dos hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein. O objetivo é evitar aglomerações e a disseminação do novo coronavírus nas seções eleitorais. Na avaliação do TSE, as medidas surtiram efeito e comparecimento dos eleitores foi superior à expectativa inicial. 

"Nós imaginávamos, como vimos ao redor do mundo, que pudéssemos ter uma abstenção mais elevada. Em alguns países, a abstenção foi bastante significativa, chegando, às vezes, a mais de 50%, 60% e até 70%. Então, tínhamos essa preocupação, mas, para nossa felicidade, os eleitores compareceram em peso. A abstenção foi de aproximadamente 23%, um pouco superior à média da verificada nas eleições de 2018, o que para nós foi um grande resultado", afirmou a secretária-geral do tribunal, Aline Osório. 

A votação deste domingo será realizada das 7h às 17h, sempre no horário local. Entre 7h e 10h, será o horário preferencial para eleitores maiores de 60 anos, que são grupo de risco para a covid-19. Mais informações e dicas para o eleitor podem ser conferidas na página do TSE na internet. 

Título e Texto: Agência Brasil; Edição: Graça AdjutoAgência Brasil, 29-11-2020, 7h10 

Relacionado:
Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo no segundo turno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-