segunda-feira, 23 de novembro de 2020

[Pernoitar, comer e beber fora] “Maria Rita” é o nome da cachorra

Era domingo, do distante mês de outubro do ano da Graça de 2020, procurávamos um restaurante para comer “Tripas à moda do Porto”… peraí, me lembrei da recomendação de um motorista da Uber, numa das anteriores visitas  ao Porto. 

Aí, subimos a Passos Manuel, viramos à direita e lá estava o restaurante – está lá desde há muito, não tenho a menor ideia desde quando. 

O restaurante fica na Rua da Alegria, bem em frente ao Hotel Ibis Porto Centro. 

Aí, olha só o que estava escrito na lousa: 

Você não vai acreditar, generoso leitor: não é que adentramos o referido! 

Então, lá dentro, pedimo-las: 


Para acompanhar: 

O nome do vinho homenageia o rio Távora e o seu afluente Tedo. Muito bom!

E sim, o nome do restaurante é uma homenagem ao restaurante (do mesmo nome) no qual o dono do “Maria Rita” começou a trabalhar desde jovem, e também à cadela da família. 

⭐⭐⭐⭐⭐

Fotos: Hilda Torres

Anteriores:
Restaurante Kurika, em Espinho
Café Java, Porto: Bela surpresa!
Gazela: parada obrigatória lá na Batalha
Os cachorrinhos da Gazela
Hotel Mercure Porto Centro: O vírus chinês como desculpa
O Caranguejo: Gastronomia caprichada ao som do trânsito de Copacabana
Poncha da Madeira
Churrasqueira Povoense: as batatas, ponto forte
Vinhos, queijos e enchidos
“Onda de Sabores”: ainda bem que a carne é melhor do que os acompanhamentos
Fratelli: a presunção não é barata
Siri da Barra: ‘Farewell’

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-