segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Em Porto Alegre, Psol tenta barrar compra de ‘kit covid’

Prefeitura quer distribuir hidroxicloroquina e ivermectina à população

Cristyan Costa

Membros do Partido Socialismo e Liberdade (Psol) de Porto Alegre acionaram a Justiça de modo a impedir o prefeito da cidade, Sebastião Melo (MDB), de comprar o “kit covid-19”. Esse pacote inclui os medicamentos hidroxicloroquina e ivermectina, ambos usados na luta contra o coronavírus. A bancada do Psol se reuniu com o chefe do Executivo um dia antes de entrar com o processo, na terça-feira 12. Contudo, não ficou satisfeita com as negociações. A peça é de autoria dos vereadores Pedro Ruas, Matheus Gomes, Karen Santos e Roberto Robaina, além do ex-vereador Alex Fraga e da deputada estadual Luciana Genro.

Conforme Oeste vem noticiando, os dois remédios são eficazes no enfrentamento ao patógeno e tem sido utilizado em várias partes do Brasil. Em Porto Feliz, cidade no interior de São Paulo, o tratamento precoce foi adotado como arma de combate ao vírus chinês. O prefeito da cidade, Cássio Prado, distribuiu gratuitamente kits com medicamentos que incluem o vermífugo ivermectina, o antibiótico azitromicina e a hidroxicloroquina — mais de 1,5 mil chegaram às mãos da população. Segundo ele, a medida diminuiu as mortes por covid-19 no município, bem como os casos de coronavírus.

Título e Texto: Cristyan Costa, revista Oeste, 18-1-2021, 8h

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-