segunda-feira, 23 de agosto de 2021

Sequência de derrotas e protesto da torcida aumentam pressão no Vasco

Vasco da Gama vive momento de turbulência com resultados ruins na Série B, crise financeira e ameaças da torcida

Altair Alves

O ambiente na Colina Histórica não poderia ser pior após mais uma derrota do Vasco da Gama nesta Série B. No sábado (21), o Cruzmaltino perdeu por 2×1 para o Operário, somando sua terceira derrota seguida na competição. O resultado desencadeou a fúria dos vascaínos, que picharam os muros de São Januário com ameaças de morte aos jogadores, estabelecendo de vez o clima de pressão no Clube.

Foto: Expresso 1898

Com 28 pontos, o Gigante figura na 11ª colocação da competição, a cinco pontos do G4. A campanha irregular do time não provocou reações fortes apenas da torcida, mas também dos jogadores. No fim da partida contra os paranaenses, ovolante Andrey não mediu palavras para expressar seu descontentamento comrendimento do time e cobrou uma mudança de postura da equipe.

Na entrevista coletiva, o técnico Lisca também comentou o momento do Cruzmaltino, deixando claro seu incomodo com o desempenho de seus comandados. O técnico também destacou a necessidade de reforços e ressaltou que a diretoria precisa tomar providências.

Não bastasse o clima quente no âmbito esportivo, o Vasco também sofre com o agravamento de sua crise financeira. No último dia 17, O Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1) determinou que o Vasco da Gama tenha R$ 93,5 milhões executados, de única vez, referentes a dívidas trabalhistas.

No fim de semana, o Vasco completou 123 anos, a festa deu lugar a protesto das torcidas organizadas foi feito em frente a São Januário. Os principais alvos foram o presidente Jorge Salgado, e o diretor-executivo Alexandre Pássaro.

O próximo compromisso do Time da Cruz de malta será contra a Ponte Preta, no domingo (29), às 16h, em São Januário.

Título e Texto: Altair Alves, Vasco Notícias, 23-8-2021, 7h04

Relacionado: 
Torcedores ateiam fogo na entrada de São Januário e picham paredes com ameaças 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-