terça-feira, 24 de agosto de 2021

Disparate

O clima persecutório, de contornos inquisitoriais, que se instalou nos arraiais do “politicamente correto” tem vindo a assumir contornos verdadeiramente esquizofrênicos.

Na modalidade do “gênero”, a última é o processo instaurado contra o cantor Bob Dylan, acusado de ter abusado sexualmente de uma moça em 1965, acusação que o artista nega com veemência.

A queixosa descobriu de repente, quase sessenta anos mais tarde, que sofreu “graves danos psicológicos e traumas emocionais”, condição necessária ao respectivo pedido de indenização.

Não falta muito para começarem a processar nonagenários que fizeram festinhas na mão de colegas do jardim de infância, antes da Segunda Guerra Mundial.

Já na modalidade “escravatura” o prêmio vai para Laurentino Gomes, o jornalista brasileiro que se especializou em denegrir Portugal, e agora acha que o país devia pedir desculpa “aos povos africanos”.
Está tudo doido.

Título e Texto: Fra Diavolo, o Diabo, nº 2329, 20-8-2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-