segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Samba para aquecer uma noite gelada

Evanilson e Pepê marcaram no triunfo caseiro do FC Porto frente ao Marítimo, por 2-1

O FC Porto recebeu e venceu neste domingo o Marítimo (2-1), no Estádio do Dragão, em jogo a contar para a 20.ª jornada da Liga Portugal Bwin. Evanilson (18m) e Pepê (48m) [foto] foram os marcadores de serviço nos líderes do campeonato, que assim passam a somar 56 pontos, mais 9 do que o Sporting e mais 12 do que o Benfica, ambos com um jogo a menos.

Na noite em que Sérgio Conceição regressou ao banco e completou 250 jogos como treinador do FC Porto, os Dragões entraram com uma postura autoritária e mostraram ao que vinham logo desde o apito inicial. O futebol rendilhado que tem sido imagem de marca deste FC Porto voltou a fazer-se notar e não será exagero dizer que o primeiro golo portista foi uma verdadeira obra de arte: Fábio Vieira deu em Evanilson, este lançou Otávio já dentro da área e o capitão azul e branco cruzou rasteiro para o avançado brasileiro, que abriu o ativo com um toque de calcanhar absolutamente extraordinário mesmo pressionado por um defesa madeirense (18m).

Na única vez em que chegou com verdadeiro perigo à baliza do FC Porto, o Marítimo viu André Vidigal rematar ao lado na cara de Diogo Costa, mas a ação de Bruno Costa também foi importante para evitar o empate (23m). A partir daqui, a cadência ofensiva azul e branca ganhou ainda mais força, mas as muitas investidas à área madeirense não se traduziram em mais nenhum golo até Fábio Melo apitar para o intervalo. Não foi antes do descanso, mas não demoraria após o reatamento. Já depois de Evanilson ter proporcionado uma bela defesa a Paulo Victor (46m), Pepê aumentou a vantagem dos Dragões com alguma sorte à mistura, pois desviou inadvertidamente o remate de Otávio e enganou o guarda-redes da equipa insular (48m).

Ainda a Nação Porto saboreava o 2-0 e já Otávio ameaçava o 3-0 com um cabeceamento forte que obrigou Paulo Victor a aplicar-se (53m). Na jogada imediatamente seguinte, sem nada ter feito para o justificar, o Marítimo reduziu a diferença por intermédio de Edgar Costa, que estava no sítio certo para fazer a recarga ao remate de Rafik Guitane defendido por Diogo Costa (53m). A partir daqui, começaram a escassear os lances de perigo em ambas as balizas, mas o mais importante foi conseguido: a vitória e a respetiva conquista dos três pontos.

Título e Texto: FC Porto, 30-1-2022, 22h33

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-