domingo, 17 de julho de 2022

12 curiosidades sobre as exportações brasileiras

Bangladesh compra mais do Brasil que Dinamarca, Finlândia, Áustria, Irlanda, Hungria, República Tcheca e Eslováquia juntas

Artur Piva

Em 2021, a balança comercial do Brasil registrou recorde de transações. Ao todo, o movimento chegou a US$ 500 bilhões. Mais da metade foi com as exportações brasileiras: US$ 280 bilhões — o maior faturamento da história. Oeste preparou uma lista com 12 curiosidades sobre o comércio exterior do país no ano passado:

Foto: Novikov Aleksey/Shutterstock

1 — O superávit comercial brasileiro, resultado do faturamento com exportações subtraído do gasto com importações, bateu US$ 61 bilhões. É o maior já registrado pelo Ministério da Economia.

2 — O Brasil exportou mais para a China do que para a União Europeia, Estados Unidos e Mercosul juntos. As vendas para os chineses renderam pouco mais de US$ 87 bilhões. Ao mesmo tempo, os três outros destinos somados compraram pouco menos de US$ 58 bilhões.

3 — O superávit comercial que o Brasil acumulou com a China em 2021 é o maior já estabelecido no relacionamento bilateral entre o Brasil e qualquer país. Foram US$ 40 bilhões.

4 — O Brasil exportou mais para a Ásia, mesmo excluindo China e Japão (as duas maiores economias asiáticas), do que para os EUA. Foram aproximadamente US$ 49 bilhões contra US$ 21 bilhões para os norte-americanos.

5 — O Brasil exportou mais para a Ásia, mesmo excluindo China e Japão, do que para a União Europeia, que consumiu US$ 36 bilhões em produtos brasileiros.

6 — O Brasil exportou mais para a Malásia (quase US$ 5 bilhões) do que para Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales juntos (cerca de 3 bilhões).

7 — A Tailândia gastou mais com produtos brasileiros que a França: US$ 2,7 bilhões contra US$ 2,5 bilhões.

8 — A Índia gastou US$ 4,8 bilhões com importações do Brasil. É mais que a Itália: US$ 3,8 bilhões.

9 — Os embarques para o Vietnã chegaram a US$ 2,6 bilhões. São US$ 600 milhões a mais, em comparação à Suíça.

10 — As vendas para os Emirados Árabes Unidos (US$ 2,3 bilhões) superaram em US$ 1 bilhão o faturamento com as exportações brasileiras para a Noruega.

11 — O Brasil exportou mais para Bangladesh (US$ 1,8 bilhão) que para Dinamarca, Finlândia, Áustria, Irlanda, Hungria, República Tcheca e Eslováquia juntas (US$ 1 bilhão).

12 — O Ministério da Economia estima que o superávit na balança comercial brasileira de 2022 deve chegar a US$ 81 bilhões, um novo recorde. Se confirmado, será um acréscimo superior a 30%.

Título e Texto: Artur Piva, Revista Oeste, 16-7-2022, 20h06

Relacionados: 
Paulo Guedes e o mistério do dinheiro em caixa 
Pesquisadora da Embrapa desenvolve ‘plástico’ biodegradável e renovável 
LIVE com o presidente Bolsonaro, 15 de julho de 2022 
O Brasil, o mundo e as angústias da Europa 
Bolsonaro vai ao Congresso para promulgar PEC dos benefícios 
Brasil 
United Airlines pretende investir mais de R$ 30 milhões no RIOGaleão 
O fiasco das sanções impostas à Rússia pelo ‘Ocidente’ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-